Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

SQLite 3.37 lançado com suporte para tabelas STRICT e novos recursos

Foi lançado o SQLite 3.37 com suporte para tabelas STRICT e novos recursos. Confira todas as novidades desse importante lançamento.

SQLite é uma biblioteca em linguagem C que implementa um banco de dados SQL embutido. Entretanto, ele não é uma biblioteca cliente usada para se conectar com um grande servidor de banco de dados, mas sim o próprio servidor.

Os aplicativos que usam a biblioteca SQLite podem ter acesso a banco de dados SQL sem executar um processo SGBD separado. SQLite A biblioteca SQLite lê e escreve diretamente no arquivo de banco de dados no disco.

E, basicamente, o uso do SQLite é recomendado em cenários onde a simplicidade da administração, implementação e manutenção são mais importantes que incontáveis recursos que SGBDs, mais voltados para aplicações complexas, possivelmente implementam.

Felizmente, as situações onde a simplicidade é a melhor escolha são muito mais frequentes do que pode-se imaginar.

Agora, o SQLite 3.37 é a atualização mais recente para esta biblioteca de banco de dados amplamente usada por inúmeros aplicativos e outros softwares.

Novidades do SQLite 3.37

SQLite 3.37 lançado com suporte para tabelas STRICT e novos recursos
SQLite 3.37 lançado com suporte para tabelas STRICT e novos recursos

Sim. O SQLite 3.37 acaba de ficar melhor com a adição de novos recursos, como aprimoramentos de CLI e interfaces adicionais.

A versão 3.37 é uma versão de manutenção de rotina do SQLite. A maior novidade nesta versão é o suporte para tabelas STRICT. Mas o que isso significa exatamente?

Como você sabe, o SQLite se esforça para ser flexível em relação ao tipo de dados do conteúdo que armazena.

Por exemplo, se uma coluna da tabela tem um tipo de “INTEGER”, então o SQLite tenta converter qualquer coisa inserida naquela coluna em um inteiro. Em outras palavras, uma tentativa de inserir a sequência ‘123’ resulta na inserção de um inteiro 123.

Bem, alguns desenvolvedores apreciam a liberdade que as regras flexíveis de digitação do SQLite fornecem.

Por outro lado, outros estão horrorizados com a flagrante quebra de regras do SQLite e preferem o sistema de tipo rígido tradicional encontrado em todos os outros motores de banco de dados SQL e no padrão SQL.

Agora o SQLite 3.37 traz suporte para tabelas STRICT em uma instrução CREATE TABLE. Se a palavra-chave STRICT table-option for adicionada ao final, após o fechamento), então regras estritas de digitação se aplicam a essa tabela.

A partir da versão 3.37, o CLI tem a capacidade de manter várias conexões de banco de dados abertas ao mesmo tempo.

Apenas uma conexão de banco de dados está ativa por vez. Cada conexão de banco de dados é identificada por um número inteiro entre 0 e 9. As conexões inativas ainda estão abertas, mas estão ociosas.

Outra adição significativa com o SQLite 3.37 são as interfaces sqlite3_changes64() e sqlite3_total_changes64() recém-adicionadas.

Essas funções retornam o número total de linhas inseridas, modificadas ou excluídas por todas as instruções INSERT, UPDATE ou DELETE concluídas desde que a conexão com o banco de dados foi aberta, incluindo aquelas executadas como parte de programas acionadores.

Para mais detalhes sobre o SQLite 3.37, consulte a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o SQLite 3.33.0
A versão mais recente do SQLite estará disponível em breve nas atualizações da sua distribuição. Quando isso acontecer, atualize imediatamente para usufruir das novidades.

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.