Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Twitter não receberá um botão de Dislike tão cedo

Em um evento recente, o líder de produto Kayvon Beykpour revelou que o Twitter não receberá um botão de Dislike tão cedo. Entenda!

Uma e outra vez, muitos usuários reclamaram do Twitter por adicionar certos recursos comumente encontrados em outras plataformas de mídia social. Um desses recursos, o “botão de não gostar”, parece ter ficado em segundo plano no plano de longo prazo do gigante social.

Em um Twitter exchange, o líder de produto Kayvon Beykpour revelou que o botão de Dislike (ou não gostar) não é um objetivo principal e imediato do Twitter, mas algo para o futuro.

Twitter não receberá um botão de Dislike tão cedo

Twitter não receberá um botão de Dislike tão cedo
Twitter não receberá um botão de Dislike tão cedo

Quando Beykpour anunciou o lançamento global de “Fleets” em seu Twitter, a especialista em segurança Jackie Singh chamou sua atenção para “(sic) PROBLEMAS REAIS”.

Um problema popular que ela mencionou foi a ausência de um botão de Dislike no Twitter. Outras questões, ela pediu que a plataforma agisse, eram bots, assédio e relatórios online e desinformação.

Em resposta a isso, Beykpour afirmou que, embora lidar com bots, assédio e desinformação fossem as principais prioridades, um botão de Dislike não tinha a mesma importância para a empresa.

Além disso, esclarecendo sua posição sobre o recurso muito solicitado, ele disse: “… isso é algo que estamos explorando”.

Existem duas coisas que podemos interpretar a partir da resposta de Beykpour:

  • Primeiro, o foco principal do Twitter é tornar a plataforma uma comunidade inclusiva e livre de bot, onde as chances de desinformação se tornar viral são mínimas.
  • Em segundo lugar, embora não haja um plano imediato, o botão de antipatia é algo pelo qual a empresa certamente tem curiosidade.

A abordagem do Twitter para tornar a plataforma uma oferta única chega a uma extensão ridícula quando os recursos mais básicos são deixados de fora.

Talvez seja a hora de a empresa americana tirar uma página dos livros de outras pessoas e incorporar recursos essenciais que não possui atualmente.

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.