Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Ubuntu Studio está mudando para o KDE Plasma Desktop

Depois de muito tempo usando o XFCE como ambiente de desktop, o Ubuntu Studio está mudando para o KDE Plasma Desktop. Confira!

O Ubuntu Studio é um dos populares derivados do Ubuntu. E o Ubuntu Studio 20.04 LTS é a versão mais recente, baseada no Ubuntu 20.04 LTS. Esta versão é uma versão de Suporte de Longo Prazo e é suportada por 3 anos (até abril de 2023).

Ubuntu Studio está mudando para o KDE Plasma Desktop
Ubuntu Studio está mudando para o KDE Plasma Desktop

Atualmente, essa variante do Ubuntu usa o ambiente desktop XFCE como desktop padrão, mas agora, Ubuntu Studio está mudando para o KDE Plasma Desktop.

Ubuntu Studio está mudando para o KDE Plasma Desktop

Sim, você ouviu direito, pois o Ubuntu Studio está mudando para o KDE Plasma desktop a partir dos próximos lançamentos. Você verá o ambiente de desktop KDE Plasma como um ambiente de desktop padrão no Ubuntu Studio 20.10.

A comprovação dessa mudança está em um post do blog, que diz:

“Versões futuras do Ubuntu Studio, começando com 20.10, usarão o KDE Plasma Desktop Environment por padrão. O plasma provou ter melhores ferramentas para artistas gráficos e fotógrafos, como pode ser visto em Gwenview, Krita e até no gerenciador de arquivos Dolphin. Além disso, possui suporte para tablet Wacom melhor do que qualquer outro ambiente de desktop.”

“Tornou-se tão bom que a maioria da equipe do Ubuntu Studio agora está usando o Kubuntu com o Ubuntu Studio adicionado via Ubuntu Studio Installer como seu driver diário. Com tantos de nós usando Plasma, o momento parece certo para focar na transição para o Plasma em nosso próximo lançamento.”

“Para a produção de áudio, nada em termos de uso de recursos é alterado. Se o compositor de exibição provar ser problemático, um simples alt-shift-F12 desativa o compositor de exibição. Também pode ser desativado a partir do login. Um recurso conhecido do KDE, o servidor Akonadi no gerenciador de Informações Pessoais do KDE, não será incluído por padrão (o Kubuntu atualmente não usa o KDE PIM, mas o Thunderbird como nós). O ambiente de desktop Plasma, sem Akonadi, tornou-se tão leve no uso de recursos quanto o Xfce, talvez até mais leve. Outras distribuições Linux com foco em áudio, como o Fedora Jam e o KXStudio, historicamente usam o ambiente de desktop KDE Plasma e se saem bem com áudio.”

E você? O que achou dessa mudança? Deixe sua opinião nos comentários!

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.