Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Ubuntu Unity no Raspberry Pi? Sim. Agora é possível instalar e usar!

Se você queria usar o Ubuntu Unity no Raspberry Pi, a boa notícia é que agora é possível. Sim você já pode instalar e usar esse sistema no seu SBC.

Atualmente, a boa e velha interface do Unity que a Canonical desenvolveu há alguns anos para o Ubuntu está disponível por meio de um sabor não oficial chamado Ubuntu Unity.

E para a alegria dos fãs dessa interface e do mais famoso SBC do mundo, os desenvolvedores Ubuntu Unity portaram sua distribuição para os minúsculos computadores Raspberry Pi.

Ubuntu Unity no Raspberry Pi? Sim. Agora é possível instalar e usar!

Ubuntu Unity no Raspberry Pi? Sim. Agora é possível instalar e usar!
Ubuntu Unity no Raspberry Pi? Sim. Agora é possível instalar e usar!

É isso mesmo, agora você pode executar o Ubuntu Unity no seu Raspberry Pi, e não apenas no seu PC grandão (laptop ou computador de mesa).

Mesmo que esse sistema seja projetado e otimizado especificamente para a arquitetura AArch64 (ARM64), o Ubuntu Unity para Raspberry Pi também vem com suporte para i386-arm, que configura um ambiente i386 emulado baseado no Debian 9 Stretch para permitir que você execute programas de 32 bits no seu Raspberry Pi a partir do terminal.

Ao falar a palavra Unity, que tem a reputação do Unity de exigir muita memória, pode até parecer impossível usar esse ambiente nesse mini PC, mas os modelos mais recentes do Raspberry Pi certamente são capazes de executar a distribuição.

Os dispositivos Raspberry Pi atualmente suportados incluem o mais recente Raspberry Pi 4 Modelo B (aliás, esse é o modelo recomendado para todos que desejam experimentar o Ubuntu Unity no minúsculo dispositivo SBC), bem como Raspberry Pi 3 Modelo B+ e Raspberry Pi 3 Modelo B, que funcionam bem, mas infelizmente, você poderá sentir alguma lentidão.

Até o momento da escrita deste artigo, o Raspberry Pi 3 Modelo A+ ainda não havia sido testado, mas o desenvolvedor disse que poderia funcionar se você concluir a configuração em outro modelo do Raspberry Pi que tenha mais RAM e, em seguida, pegar o cartão SD e inseri-lo no Raspberry Pi 3 modelo A+.

A boa notícia é que a instalação é bastante direta. Você baixa o Ubuntu Unity para Raspberry Pi do site oficial e usa o Raspberry Pi Imager ou o software balenaEtcher para fazer o flash da imagem no cartão SD.

E se você quiser estender o tamanho da segunda partição para liberar espaço para a instalação de software adicional, você pode usar o GParted.

Infelizmente, como esta é a primeira versão de pré-lançamento, algumas coisas podem não funcionar como esperado.

Por exemplo, o Wi-Fi pode não funcionar na primeira inicialização devido a um problema conhecido do Ubuntu, que será corrigido na versão final. Como solução alternativa, você deve concluir a configuração com a conexão Ethernet e reinicializar assim que fizer o login, após a configuração.

Se você quiser testar esse sistema no Raspberry Pi, lembre-se de deixar suas impressões nos comentários desse artigo para que todos possam usufruir da sua experiência.

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.