Como instalar a versão mais recente do Wine no CentOS, RHEL e derivados

Quer usar programas do Windows no Linux? Veja como instalar o Wine no CentOS, RHEL e derivados!

Se você quer experimentar as últimas novidades do Wine no sistema operacional universal, veja como instalar o Wine no CentOS, RHEL e derivados.

Com a crescente popularidade dos desktops Linux, ter um aplicativo que permita do Windows pode ser uma recurso bastante útil para muitos usuários.

O Windows tem uma longa lista de aplicativos bonitos para usuários que não estão disponíveis para usuários do Linux.

Como instalar a versão mais recente do Wine no CentOS, RHEL e derivados
Como instalar a versão do Wine no CentOS, RHEL e derivados

E como sabemos, o Linux não suporta executáveis Windows, então o Wine é uma solução para rodar aplicações Windows e sistemas Linux.

Wine (originalmente um acrônimo para ‘Wine Is Not a Emulator’) é uma camada de compatibilidade capaz de executar aplicativos Windows em vários sistemas operacionais compatíveis com POSIX, como Linux, macOS e BSD.

O Wine é uma implementação aberta da API do Windows e será sempre software livre.

Por conta disso, seu código-fonte está disponível para download em seu site oficial. Mas além dessa opção, você também pode usar o gerenciador de pacotes de sua distro para instalar o Wine.

Um projeto ambicioso por definição, os trabalhos no Wine continuariam constantemente por 15 anos até o programa finalmente alcançar versão 1.0, a primeira versão estável, em 2008.

E neste tutorial, você verá como instalar essa versão no CentOS, RHEL e derivados.

Como instalar o Wine no CentOS, RHEL e sistemas derivados

Para instalar o Wine no CentOS, RHEL e derivados, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal com privilégios de administrador;
Passo 2. Primeiramente, faça a de todos os pacotes do sistema usando os seguintes comandos;

yum clean all
yum update

Passo 3. Agora instale os pacotes necessários (dependências) para o Wine usando os seguintes comandos;

yum groupinstall 'Development Tools'
yum install libX11-devel freetype-devel zlib-devel libxcb-devel \ 
      libxslt-devel libgcrypt-devel libxml2-devel gnutls-devel \
      libpng-devel libjpeg-turbo-devel libtiff-devel gstreamer-devel \ 
      dbus-devel fontconfig-devel

Passo 4. Pacotes RPM do Wine não estão disponíveis para as versões mais recentes, então precisamos baixar o código fonte do Wine. Use os comandos abaixo para baixá-lo;

cd /usr/src
wget https://dl.winehq.org/wine/source/4.x/wine-4.9.tar.xz -O wine.tar.xz
tar -Jxf wine.tar.xz
cd wine-*

Passo 5. Configure o Wine usando um dos seguintes comandos com base na arquitetura do seu sistema. Isto irá definir o ambiente de instalação do Wine de acordo com o seu sistema;
Para sistemas de 32 bits:

./configure

Para sistemas de 64 bits:

./configure --enable-win64

Passo 6. Finalmente, execute o comando make e make install para compilar a fonte de vinho e instalá-lo em seu sistema;

make
make install

Passo 7. Depois de instalar, use o seguinte comando para verificar a versão do Wine instalada em seu sistema;
Em sistemas de 32 bits:

wine --version

Em sistemas de 64 bits:

wine64 --version

Instalando e executando aplicativos para Windows no Linux com Wine

Uma vez instalado o Wine no Linux, você já pode testar o programa.

Para instalar e rodar aplicativos para Windows no Linux, abra o Nautilus (ou outro gerenciador de arquivo que suporte o programa) e vá para uma pasta onde está um programa Windows (.exe, .com) e clique com o botão direito do mouse. No menu que aparece, clique na opção “Open With Wine” (Abrir com o Wine).

Como instalar a versão mais recente do Wine no Ubuntu

Ou abra um terminal e vá para uma pasta onde está um programa Windows e digite (substitua programa pelo nome do executável Windows):

wine programa

Se for tiver compilado para 64 bits, use o comando abaixo:

wine64 programa

Só não esqueça de substituir “programa” pelo nome do executável Windows.

Para mais detalhes, consulte esse outro tutorial:
Como instalar e usar programas do Windows no Linux com o Wine

Desinstalando o Wine no CentOS, RHEL, Fedora e derivados

Para desinstalar o Wine no CentOS, RHEL, Fedora e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove winehq* --auto-remove

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo