Como instalar o editor de vídeo Cinelerra no Linux

Já ouviu falar do editor de vídeo Cinelerra? Conheça e veja aqui como instalar o programa a partir do binário de 64 bits para Linux, disponibilizado pela sua produtora.


Completando nossa seleção de editores de vídeo para Linux, conheçam Cinelerra, um software livre de edição não-linear e composição de vídeo profissional para Linux.

Como instalar o editor de vídeo Cinelerra no Linux


Veja também


O programa é distribuído sobre a GNU General Public License, foi lançado em 1 de Agosto de 2002, é produzido pela Heroine Virtual e foi baseado numa parte de um produto anterior conhecido como Broadcast 2000, pertencente à mesma empresa.



Cinelerra inclui suporte a vídeo e áudio de alta fidelidade: ele processa áudio de precisão, e pode trabalhar com espaços de cor tanto em RGBA como YUVA, ponto flutuante e representações de unidades em 16-bit, respectivamente.

Além disso, o programa é independente de resolução e frame rate, ou seja, suporta vídeo em qualquer velocidade e tamanho.

O editor também inclui um mecanismo de composição de vídeo, permitindo ao usuário executar operações de composição avançadas como keying e mattes.

Quer conhecer outros editores de vídeo? Então não deixe de ver esse artigo:
Editores de vídeo para Linux

Conheça melhor o editor de vídeo Cinelerra

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Instalando o editor de vídeo Cinelerra no Linux

Para instalar o editor de vídeo Cinelerra no Linux, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/cinelerra*
sudo rm -Rf /usr/bin/cinelerra
sudo rm -Rf /usr/share/applications/cinelerra.desktop

Passo 3. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits (só existe pacote do programa para 64 bist), para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página e baixe a última versão e salve-o com o nome cinelerra.tar.xz;

wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/project/heroines/cinelerra-6-x86_64.tar.xz -O cinelerra.tar.xz

Passo 5. Depois de baixar, execute um dos comandos abaixo para descomprimir o pacote baixado, para a pasta /opt/;

sudo tar Jxf cinelerra.tar.xz -C /opt/

ou

unxz -c cinelerra.tar.xz | sudo tar xv -C /opt/

Passo 6. Se necessário, renomeie a pasta criada. Se ao executar o comando abaixo ocorrer um erro com a mensagem iniciando com “mv: é impossível sobrescrever o não-diretório”, pule este passo;

sudo mv /opt/cinelerra*/ /opt/cinelerra

Passo 7. Finalmente, crie um atalho para facilitar a execução do programa;

sudo ln -sf /opt/cinelerra/cinelerra /usr/bin/cinelerra

Passo 9. Se seu ambiente gráfico atual suportar, crie um lançador para o programa, executando o comando abaixo;

echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=cinelerra\n Exec=/opt/cinelerra/cinelerra\n Icon=\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/cinelerra.desktop

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite cinelerra em um terminal, seguido da tecla TAB ou use o atalho criado.

Já se a sua distribuição suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho usando o gerenciador de arquivos do sistema ou o comando abaixo, e use-o para iniciar o programa.

sudo chmod +x /usr/share/applications/cinelerra.desktop
cp /usr/share/applications/cinelerra.desktop  ~/Área\ de\ Trabalho/

Se seu sistema estiver em inglês, use este comando para copiar o atalho para sua área de trabalho:

cp /usr/share/applications/cinelerra.desktop ~/Desktop

Para mais detalhes sobre essa tarefa, consulte esse tutorial:
Como adicionar atalhos de aplicativos na área de trabalho do Unity

Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivos do sistema para executar o programa, apenas abrindo a pasta dele e clicando em seu executável.

Como remover o editor de vídeo Cinelerra no Linux

Para remover o editor de vídeo Cinelerra no Linux, basta fazer o segundo passo do procedimento anterior.

Se você teve alguma dificuldade ou sabe de alguma dica relacionada ao assunto acima, escreva um comentário e ajude a melhorar esse texto. E não esqueça de compartilhar também, ok?

O que está sendo falado no blog nos últimos dias


Edivaldo

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande de fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Website: http://www.edivaldobrito.com.br



blog comments powered by Disqus