Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

AlmaLinux tornou-se um projeto centrado em membros

Para manter a promessa de ser um projeto de código aberto comunitário, o AlmaLinux tornou-se um projeto centrado em membros. Confira!

Recentemente, quando a Red Hat anunciou que encerrará a série do sistema operacional CentOS Linux 8 no final de 2021, com foco no CentOS Stream 8, vários desenvolvedores começaram a trabalhar em substituições do CentOS Linux.

Um deles é o AlmaLinux OS, desenvolvido pelos criadores do CloudLinux OS, uma distribuição Linux popular baseada no CentOS Linux e comercializada para provedores de hospedagem compartilhada.

Enfim, o AlmaLinux foi um dos substitutos do CentOS que surgiu da comunidade.

Agora, este projeto se concentrará na associação, um movimento com o qual o CloudLinux manterá sua promessa de tornar esta distro um projeto de código aberto de propriedade da comunidade, em vez de uma subsidiária.

AlmaLinux tornou-se um projeto centrado em membros

AlmaLinux tornou-se um projeto centrado em membros
AlmaLinux tornou-se um projeto centrado em membros

A AlmaLinux Foundation anunciou um programa de associação como um passo para garantir que esta distribuição GNU/Linux seja um projeto pertencente e gerenciado pela comunidade e não estará sujeito aos caprichos de um único patrocinador corporativo.

Essa foi a promessa que Igor Seletskiy, fundador e CEO da CloudLinux, fez, e agora ele a cumpriu. Além disso, ele anunciou que sua empresa iria investir 1 milhão de dólares por ano para iniciar e financiar uma nova distro para substituir o CentOS, algo que ele também fez.

Portanto, uma ótima notícia para a comunidade e todos os usuários dependentes do CentOS que ficaram órfãos com as mudanças no desenvolvimento desta distro.

Além disso, lembre-se de que isso afetou o próprio CloudLinux, pois ele dependia do CentOS para sua própria distribuição comercial específica para a indústria de hospedagem em nuvem.

Agora o CloudLinux deixou claro que a AlmaLinux não está ali apenas para atender às necessidades desta empresa, mas que a comunidade será a verdadeira dona do projeto e terá voz e voto na hora de tomar decisões sobre este projeto.

Por fim, em relação às opções de adesão à AlmaLinux, destacam-se os seguintes:

  • Colaborador: qualquer pessoa que tenha uma ligação com a AlmaLinux, seja usuário ou colaborador de algum projeto. Não há custos associados à adesão.
  • Espelho: Para qualquer pessoa ou grupo que hospeda réplicas do AlmaLinux, não importa quantos espelhos eles forneçam para hospedar este sistema.
  • Patrocinador: requer uma contribuição monetária para ajudar a comunidade com algum aporte financeiro. Pode ser feito por indivíduos ou organizações para o apoio financeiro da Fundação AlmaLinux.

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.