Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Ardour 6.6 lançado com automação de edição muito mais rápida e simples

E foi lançado o Ardour 6.6 com suporte para plug-ins VST3 e outros recursos. Confira as novidades e veja como instalar no Linux.

O Ardour é uma aplicação de digital audio workstation, voltado para utilização profissional. Em resumo, o Ardour é um DAW livre desenvolvido sob licença GPL. Atualmente é suportado nas plataformas Linux, FreeBSD, Solaris, Mac OS X e Microsoft Windows.

Ou seja esse aplicativo é um projeto de código aberto, o resultado de um esforço de colaborativo de uma equipe mundial, que inclui músicos, programadores e engenheiros de gravação profissional.

Agora, o projeto lançou mais um atualização desse software, o Ardour 6.6, uma versão que apresenta vários novos recursos e melhorias.

Novidades do Ardour 6.6

Ardour 6.6 lançado com automação de edição muito mais rápida e simples
Ardour 6.6 lançado com automação de edição muito mais rápida e simples

O Ardour 6.6 chega três meses após o Ardour 6.5 com dois novos recursos que tornam a automação de edição muito mais rápida e simples do que nunca.

Isso inclui a capacidade de exibir automaticamente a pista de automação ao tocar em um controle e a capacidade de os parâmetros de automação mostrados automaticamente entrarem no modo de toque ao adicionar graficamente um novo ponto de controle.

Entre as melhorias implementadas no Ardour 6.6, há um melhor comportamento de seleção de notas MIDI que o torna mais consistente com as regras de seleção, a capacidade de fechar e salvar o aplicativo mesmo se o mecanismo de áudio ou MIDI for interrompido, uma aparência aprimorada da régua BBT, bem como uma opção para pular a auto-conexão de entrada da trilha MIDI e a capacidade de classificar os medidores de sinal da porta de entrada pelo nome da porta.

Esta versão também apresenta a capacidade de monitorar xruns (overruns e underruns) por arquivo durante a gravação, suporte para processamento de mensagens Sysex MIDI, como mensagens MIDI Tuning Standard (MTS), por meio do plugin ACE Fluidsynth, bem como novos scripts Lua para enviar ajuste 12TET arbitrário (A=XXX Hz) e ajuste definido em um arquivo Scala como mensagens MTS.

Além disso, o Ardour 6.6 torna a densidade para a grade do editor configurável pelo usuário, adiciona suporte para posições de nota 1/64 e 1/128 na régua, adiciona um arquivo MIDNAM para a avó Moog e adiciona suporte para visualização de níveis de pico de áudio em um região de áudio pressionando a tecla Alt ou usando o modo de edição interno.

O Ardour agora também mostra quando o teclado MIDI da janela do plugin não está gravado, permite ocultar portas ocultas na matriz de portas, expõe a qualidade do reamostrador em somente leitura e lembra o nome do “Teclado Virtual” durante as reinicializações do mecanismo. Apenas no Linux, o Ardour agora permite ocultar as portas “Midi Through”.

Medidores de porta de entrada dinâmica também foram implementados, juntamente com medidores de sinal de porta de entrada, osciloscópios e monitores.

O áudio ALSA e backend MIDI também foram aprimorados com uma melhor pesquisa de dispositivos escravos, a capacidade de retornar ao tamanho de buffer disponível mais próximo em vez de relatar um erro, listar explicitamente tamanhos de buffer em milissegundos, permitir a seleção da fonte de relógio ao usar vários dispositivos e a capacidade de definir nomes de porta bonitos para E/S de áudio.

Os plug-ins VST3 e LV2 também receberam várias melhorias, e o Ardour 6.6 traz várias correções de bugs e um monte de mudanças no script Lua para tornar sua edição de áudio digital mais agradável.

Para saber mais sobre essa versão do Ardour, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o Ardour

Como não há binário para sistemas Linux, recomendo instalar o Ardour 6.6 a partir dos repositórios de sua distribuição.

Se você está se perguntando, não há versão disponível como pacotes Flatpak ou Snap. Sim, ele pode ser instalado a partir dos repositórios oficiais de muitas distribuições Linux, mas ainda levará alguns dias (ou mais) para que essa versão do Ardour apareça como uma atualização.
Ou
Para instalar a versão mais recente do Ardour no Linux, use um desses tutoriais:
Como instalar o digital audio workstation Ardour no Linux via Flatpak
Como instalar o digital audio workstation Ardour no Ubuntu

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.