Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Clonezilla Live 2.8.1 lançado com kernel 5.15 LTS

Steven Shiau anunciou o lançamento da mais recente versão do seu sistema, o Clonezilla Live 2.8.1. Confira as novidades e descubra onde baixar a distro.

O Clonezilla Live é um sistema live baseado no Debian que contém o Clonezilla, um software de partição e clonagem de disco semelhante ao Norton Ghost.

Ele salva e restaura apenas os blocos usados no disco rígido. Com o Clonezilla, é possível clonar um sistema de 5 GB para 40 clientes em cerca de 10 minutos.

Agora, o mantenedor do Clonezilla Live, Steven Shiau, anunciou a disponibilidade do Clonezilla Live 2.8.1 como a última versão estável deste sistema Linux live de código aberto construído em torno do poderoso software Clonezilla de imagem/clonagem e particionamento de disco, o primeiro a ser alimentado por Linux 5.15 LTS.

Novidades do Clonezilla Live 2.8.1

Clonezilla Live 2.8.1 lançado com kernel 5.15 LTS
Clonezilla Live 2.8.1 lançado com kernel 5.15 LTS

O Clonezilla Live 2.8.1 está aqui um mês e meio depois do Clonezilla Live 2.8 e é o primeiro lançamento do sistema Linux ao vivo a ser alimentado pela melhor e mais recente série de kernel Linux 5.15 LTS. A versão anterior era baseada no kernel Linux 5.14, que atingiu o fim da vida útil em novembro de 2021.

O kernel Linux 5.15.5 LTS está incluído por padrão na versão Clonezilla Live 2.8.1, que também melhora o suporte para detecção de discos hd1, hd2, etc., adiciona uma nova funcionalidade para não mais dividir o arquivo de imagem de uma partição ao salvar um imagem pelo script ocs-sr.

Sobre isso, Steven Shiau explica que:

“Se o repositório de imagens for FAT, VOL_LIMIT_IN_INTERACTIVE será definido como 4096 ao executar o ocs-sr no modo de economia.”

Além disso, o novo lançamento do Clonezilla Live adiciona suporte para o pacote dracut do CentOS Linux 6 para melhorar a restauração dos sistemas CentOS Linux 6.x, e força o uso de syslinux/isolinux 6.03 (os devs avisam os usuários para não instalarem syslinux/isolinux 6.04~git20190206.bf6db5b4+dfsg1-3+b1 dos repositórios Debian Linux).

Ele também corrige um bug que afeta dois ou mais ESPs na mesma máquina para forçar a desmontagem dentro do loop for, atualiza o script ocs-get-dev-info para melhorar o suporte para o comando dislocker-find para não exibir mais o sistema de arquivos de um dispositivo como BitLocker quando não consegue carregar algumas bibliotecas.

Também atualizado está o script ocs-prep-cache, que agora ignora as duas primeiras colunas no arquivo /proc/partitions ao compará-lo para arquivos de cache, devido ao fato de que partprobe pode alterar os números principais e secundários em /proc/partitions.

Os blocos e nomes de dispositivos da terceira e quarta colunas permanecerão os mesmos depois de executar partprobe.

O lançamento do Clonezilla Live 2.8.1 é baseado no repositório Debian Sid de 3 de janeiro de 2022 e apresenta traduções de idiomas atualizadas. Você pode baixá-lo agora mesmo do site oficial ou clicando nos links diretos de download abaixo.

Para saber mais sobre essa versão da distribuição, acesse a nota de lançamento.

Baixe e experimente o Clonezilla Live 2.8

A imagem ISO do Clonezilla Live 2.8 já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

Há imagens ISO live para arquiteturas de 64 bits e 32 bits (incluindo PAE) que inicializam e executam completamente de uma unidade flash USB. Uma edição alternativa baseada na distribuição Ubuntu 21.10 (Impish Indri) também está disponível para download.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

 

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.