Como atualizar para o kernel 4.20.1 no Linux Ubuntu, Fedora, openSUSE e derivados

Confira as novidades e veja como atualizar para o kernel 4.20.1 no Linux!

Kroah-Hartman anunciou o lançamento da mais recente versão da série 4.x do kernel, confira as novidades e veja como atualizar para o kernel 4.20.1 no Linux Ubuntu, Fedora, openSUSE e derivados.


Quando falamos sobre o kernel, basicamente estamos falando sobre o coração de um Linux, ou o núcleo do e que o torna o que ele é.
Como atualizar para o kernel 4.20.1 no Linux Ubuntu, Fedora, openSUSE e derivados
Como atualizar para o kernel 4.20.1 no Linux Ubuntu, Fedora, openSUSE e derivados

Entre as funções básicas e gerais de um kernel, temos:

  • A comunicação entre os programas que solicitam recursos e o hardware.
  • Gestão dos diferentes programas de computador (tarefas) de uma máquina.
  • Gerenciamento de hardware (memória, processador, periférico, armazenamento, etc.)

No Linux, o kernel é chamado Linux e seu desenvolvimento é mantido pela grande comunidade de desenvolvedores de todo o mundo, que fornecem valiosas linhas de código a partir de seu tempo livre ou para o .

Novidades do kernel 4.20.1

Duas semanas após o lançamento da série de kernel Linux 4.20, o renomado desenvolvedor de kernel Greg Kroah-Hartman lançou recentemente a primeira atualização de manutenção, o Linux 4.20.1, marcando a nova filial como estável e pronta para implantações em massa.

A série 4.20 do kernel Linux foi lançada por Linus Torvalds no dia 23 de dezembro de 2018 e atualmente é a mais avançada ramificação de kernel Linux disponível até o momento.

O kernel do Linux 4.20.1 foi lançado para para marcar a nova série como “estável” em vez de “mainline” no site do kernel.org, o que significa que está pronto para adoção em massa pela maioria dos fornecedores de sistemas operacionais Linux, sendo o Arch Linux o primeiro.

E parece que o kernel Linux 4.20.1 é uma atualização importante para a série de kernel Linux 4.20, alterando um total de 187 arquivos, com 1790 inserções e 872 exclusões.

As principais mudanças do kernel 4.20.1 incluem suporte para as próximas GPUs AMD Radeon Picasso e AMD Radeon Raven 2, juntamente com suporte estável para as placas de vídeo AMD Radeon Pro Vega 20 e suporte para os CPUs Hygon Dhyana x86 e a arquitetura de CPU C-SKY.

Outras melhorias incluem um novo modelo “Early Departure Time” para a implementação do TCP, gráficos virtualizados com mais desempenho graças a um novo mecanismo capaz de transformar regiões memfd em dmabufs para QEMU, algumas otimizações para o modo TLB preguiçoso e PSI para acelerar as cargas de trabalho , bem como inúmeros drivers novos e atualizados e a habitual rodada de correções de bugs.

Relacionada à segurança, a série de kernel Linux 4.20 adiciona controle indireto de especulação de ramificação por tarefa para corrigir problemas com as atenuações IBPB (Indirect Branch Predictors Branch Prognors) e IBPB (Indirect Branch Pricing Barrier), melhor proteção do espaço de usuário userspace do Specter Variant 2 e descontinuação do suporte a “minimal retpoline” para CPUs x86.

Para CPUs ARM64 (AArch64), o Linux 4.20 acrescenta mais atenuações do Specter Variant 4.

Para ver todas as mudanças presentes nesse kernel, acesse a nota de lançamento.

Atualizar ou não atualizar! Eis a questão

Essa série é voltada principalmente para os usuários que querem ter no seu sistema, a última versão do kernel Linux. Ela também serve para as pessoas que estão tendo problemas em algum hardware ou no reconhecimento deste e estão na expectativa de alguma correção.

Independente disso, o procedimento a seguir é muito simples e pode ser desfeito com poucos comandos, conforme mostrado no final.

Na verdade, se o usuário quiser continuar dando boot pelo kernel anterior, basta apenas escolher a opção no menu do Grub e o novo kernel nem afetará seu sistema.

É 100% seguro? Nada é, mas é exatamente por isso que você deve escolher se irá ou não atualizar (e por isso coloco sempre a mensagem de alerta no texto), pois assim como no uso do software livre/open source, a liberdade de escolha é sua.

O Linux 4.20.1 chegará em breve aos repositórios estáveis ​​da sua distro favorita. Aqueles que estiverem ansiosos para instalar o kernel 4.20.1 em seu sistema, podem usar as instruções abaixo para atualizar antecipadamente.

Antes de iniciar começar a atualizar o kernel do Ubuntu, saiba que este é um procedimento, que apesar de simples, exige conhecimentos avançados do sistema e deve ser feito por sua própria conta e risco.

Como atualizar para o kernel 4.20.1 no Linux Ubuntu usando um aplicativo

Como atualizar o núcleo do Ubuntu para o kernel 4.20.1

Se preferir, é possível fazer a atualização para esse kernel usando a ferramenta Ubuntu Kernel Update Utilit, que automatiza todo o processo, conforme mostrado nesse tutorial:

Como atualizar o kernel do Ubuntu com o Kernel Update Utility

Como atualizar para o kernel 4.20.1 em outras distribuições

Se você usa um sistema baseado no RedHat ou derivados, veja como atualizar para esse kernel usando esse tutorial:

Como instalar o Kernel 4.x nos sistemas baseados em RPM

Atenção: Todos os drivers que não fazem parte da principal árvore do kernel (o que obviamente inclui drivers proprietários) devem ser recompilados para novas versões do kernel.

Como atualizar para o kernel 4.20.1 no Linux Ubuntu no Ubuntu 18.04 usando terminal

Para atualizar o núcleo do Ubuntu para a versão final do kernel 4.20.1, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Verifique qual a arquitetura de seu sistema acessando as Configurações do Sistema e a opção “Detalhes” ou usando o comando abaixo:

uname -m

Passo 3. Se estiver usando um sistema de 32 bits, baixe os arquivos DEB com os comandos:

wget https://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v4.20.1/linux-headers-4.20.1-042001_4.20.1-042001.201901092227_all.deb
wget https://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v4.20.1/linux-headers-4.20.1-042001-generic_4.20.1-042001.201901092227_i386.deb
wget https://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v4.20.1/linux-image-4.20.1-042001-generic_4.20.1-042001.201901092227_i386.deb
wget https://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v4.20.1/linux-modules-4.20.1-042001-generic_4.20.1-042001.201901092227_i386.deb

Passo 4. Se estiver usando um sistema de 32 bits e quiser usar o kernel de baixa latência, baixe os arquivos DEB com os comandos:

wget https://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v4.20.1/linux-headers-4.20.1-042001_4.20.1-042001.201901092227_all.deb
wget https://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v4.20.1/linux-headers-4.20.1-042001-lowlatency_4.20.1-042001.201901092227_i386.deb
wget https://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v4.20.1/linux-image-4.20.1-042001-lowlatency_4.20.1-042001.201901092227_i386.deb
wget https://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v4.20.1/linux-modules-4.20.1-042001-lowlatency_4.20.1-042001.201901092227_i386.deb

Passo 5. Instale o kernel com o comando:

sudo dpkg -i linux-headers-4.18.0*.deb linux-image-4.18.0*.deb

Passo 6. Reinicie o sistema com o comando abaixo:

sudo reboot

Como remover kernels antigos com segurança

Depois de atualizar, por precaução, é importante guardar uma versão anterior do kernel Linux por um tempo.

Mas quando você não estiver mais precisado dos kernels antigos, use esse tutorial para removê-los:
Como remover kernels antigos no Ubuntu ou Linux Mint com segurança

Como desinstalar o kernel 4.20.1

Se você tiver algum problema e quiser desinstalar o kernel 4.20.1.0, reinicie o computador com um kernel anterior (usando Grub -> Advanced -> select previous kernel, ou Grub -> Avançado -> selecionar o kernel anterior) e quando iniciar o sistema, faça login, abra um terminal e execute o comando abaixo para remover o Linux Kernel 4.20.1:

sudo apt-get remove linux-headers-4.20.1 linux-image-4.20.1

Em seguida, atualize o menu do GRUB, com o comando:

sudo update-grub

O que está sendo falado no blog

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo