Como executar o Ubuntu no Chrome OS em um contêiner

Prefere rodar o sistema da Canonical no seu Chromebook? Veja como executar o Ubuntu no Chrome OS em um contêiner!

Se você prefere rodar o sistema da Canonical no seu Chromebook, veja como executar o Ubuntu no Chrome OS em um contêiner.

Desde o Chrome OS 69, os usuários do Chrome OS (em Chromebooks selecionados) podem instalar e usar aplicativos Linux.

Como executar o Ubuntu no Chrome OS em um contêiner
Como executar o Ubuntu no Chrome OS em um contêiner

Referido como projeto Crostini, o que ele faz é executar um sistema operacional Linux em um contêiner LXD (semelhante a uma máquina virtual) para que você possa instalar e executar aplicativos Linux em um ambiente em área restrita.

A distribuição Linux padrão usada no Crostini é o Debian, que é uma distribuição estável em que você pode confiar. No entanto, se você não é fã do Debian por causa de sua antiga lista de softwares, pode mudar para o Ubuntu.

Se você prefere estabilidade e segurança, seguir o contêiner Debian padrão é a melhor escolha.

Caso contrário, você pode mudar para o Ubuntu, pois fornece mais flexibilidade e opções de software.

Claro, existem muitas imagens LXD que você pode usar, portanto você não está restrito ao Ubuntu, prefere o Arch Arch Linux? Também está disponível.

Como executar o Ubuntu no Chrome OS em um contêiner

Este procedimento de comutação exigirá que você acesse o Terminal e digite toneladas de comandos. Se você não estiver confortável com o terminal, isso não é para você. De resto, veja como você pode executar o contêiner Ubuntu no Chrome OS.

Passo 1. Inicialize seu Chromebook e abra o navegador Chrome. Pressione Ctrl + Alt + T para iniciar o Crosh shell. Depois, inicie o terminal com este comando:

vmc start termina

Passo 2. O container Debian padrão é noemado como “penguin”, que é usado para integrar-se ao sistema de arquivos do Chrome OS. Para substituir o Debian, primeiro precisamos remover o contêiner Debian do seu rótulo “penguin”. para isso, use:

lxc stop penguin --force
lxc rename penguin debian

Passo 3. Em seguida, crie um novo contêiner Ubuntu chamado penguin (Isso levará bastante tempo, pois ele puxa a imagem da Internet):

lxc launch ubuntu:18.04 penguin

Passo 4. Depois disso, inicialize no novo contêiner:

lxc exec penguin -- bash

Passo 5. Atualize e atualize o sistema:

apt update
apt upgrade

Passo 6. Instale os pacotes Crostini para que eles possam se integrar ao sistema de arquivos nativo. Digite os seguintes comandos para adicionar o repo de cros-packages’:

echo "deb https://storage.googleapis.com/cros-packages stretch main" > /etc/apt/sources.list.d/cros.list
if [ -f /dev/.cros_milestone ]; then sudo sed -i "s?packages?packages/$(cat /dev/.cros_milestone)?" /etc/apt/sources.list.d/cros.list; fi
apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys 1397BC53640DB551
apt update

Passo 7. Instale as dependências com o comando:

apt install binutils

Passo 8. Embora tenhamos adicionado o repositório, não poderemos instalar os pacotes Crostini diretamente. Aqui está a solução alternativa. Faça o download do pacote Crostini com o comando (Você receberá uma mensagem de aviso. Ignore isto):

apt download cros-ui-config

asso 9. Quando o Chromeos Termina de Baixar os pacotes, extraia os pacotes baixados:

ar x cros-ui-config_0.12_all.deb data.tar.gz
gunzip data.tar.gz
tar f data.tar --delete ./etc/gtk-3.0/settings.ini
gzip data.tar
ar r cros-ui-config_0.12_all.deb data.tar.gz
rm -rf data.tar.gz

Passo 10. Instale o pacote Crostini a partir do arquivo deb:

apt install cros-guest-tools ./cros-ui-config_0.12_all.deb

Passo 11. Por fim, remova o pacote baixado:

rm cros-ui-config_0.12_all.deb

Passo 12. Instale o pacote adwaita-icon-theme-full. Sem este pacote, os aplicativos Linux da GUI podem ter um cursor muito pequeno.

apt install adwaita-icon-theme-full

Passo 13. O usuário padrão no contêiner é “ubuntu”. Precisamos removê-lo e substituí-lo pelo seu nome de usuário do Gmail. É essencial usar seu nome de usuário do Gmail (a conta do Gmail que você usa para fazer login no Chromebook) se quiser integrar esse contêiner Ubuntu ao sistema de arquivos nativo. Sem isso, você não poderá acessar seus arquivos Linux no gerenciador de arquivos (lembre-se: nos comandos abaixo, substitua “gmail-username” por seu próprio nome de usuário do Gmail);

killall -u ubuntu
groupmod -n gmail-username ubuntu
usermod -md /home/gmail-username -l gmail-username ubuntu
usermod -aG users gmail-username
loginctl enable-linger gmail-username
sed -i 's/ubuntu/gmail-username/' /etc/sudoers.d/90-cloud-init-users

Passo 14. Quando isso estiver concluído, desligue o recipiente e reinicie o Chromebook;

shutdown -h now

Passo 15. Depois de reiniciado, inicie o aplicativo Terminal no lançador. Se falhar, tente novamente;
Passo 16. Tente atualizar o sistema novamente;

sudo apt update

Passo 17. Se você vir a mensagem de erro: “Não foi possível verificar as seguintes assinaturas porque a chave pública não está disponível: NO_PUBKEY 7638D0442B90D010 NO_PUBKEY 04EE7237B7D453EC”, isso ocorre porque a chave privada do pacote Crostini não foi encontrada no sistema. Adicione a chave privada com o comando abaixo (depois você poderá executar o apt update sem nenhum problema):

sudo apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys 7638D0442B90D010 8B48AD6246925553

Pronto! Agora você pode começar a instalar aplicativos Linux com o comando apt install. Por exemplo, para instalar a versão mais recente do Firefox, use o comando:

sudo apt install firefox

Removendo o contêiner Debian

Se você não tiver mais uso para o contêiner Debian, poderá removê-lo para liberar espaço de armazenamento.

Passo 1. No navegador Chrome, pressione Ctrl + Alt + T para iniciar o shell Crosh.
Passo 2. Inicie o terminal:

vmc start termina

Passo 3. Remova o contêiner Debian:

lxc delete debian

Fonte: MakeTechEasier

O que está sendo falado no blog

<a href="https://www.edivaldobrito.com.br////” rel=”noopener noreferrer” target=”_blank”>Veja mais artigos publicados neste dia…

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.