Como remover todos os vestígios de Flatpak e Snap do seu sistema

Não quer mais saber de usar os principais formatos de pacotes universais? Veja como remover todos os vestígios de Flatpak e Snap do seu sistema!

Se você não quer mais saber de usar os principais formatos de pacotes universais, veja como todos os vestígios de e Snap do seu sistema.

Se o tema há alguns dias atrás era o grande problema do Snap, o fato é que o formato dos pacotes da Canonical, como acontece com o Flatpak, arrastam mais de um inconveniente.

Como remover todos os vestígios de Flatpak e Snap do seu sistema
Como remover todos os vestígios de Flatpak e Snap do seu sistema

Um dos problemas que afeta ambos os formatos é a reversão das alterações feitas após a instalação e desinstalação dos aplicativos, já que não é o mesmo fazer isso através das lojas de software do que através do terminal.

Por conta disso, neste artigo veremos como eliminar todos os traços de Flatpak e Snap do seu sistema ou, melhor, como eliminar todas as dependências que estão ocupando, em geral, muito espaço em disco.

Antes de qualquer coisa, vale lembrar que os formatos de pacote Flatpak, Snap, AppImage são um recurso interessante para testar aplicativos, ou para acessar aqueles que não são encontradas oportunas nos repositórios tradicionais.

Aliás, salvo essas exceções, os repositórios são os meios que o usuário deve utilizar sempre que possível, mesmo quando se trata de adicionar repositórios adicionais (apenas os confiáveis, claro) ou instalar e atualizar aplicativos do formato de pacote nativo da .


Voltando ao assunto do artigo, digamos que começamos a instalar os aplicativos Flatpak e Snap, mesmo que seja para experimentar os que estão lá apenas, na Snap Store ou no Flathub, as duas lojas mais populares.

Sabendo como sabemos que ambos os formatos são baseados em oferecer todo o necessário para executar um aplicativo no mesmo pacote, seria suficiente desinstalar o pacote em questão e tudo fica como estava, certo? Pois não.

Tanto o Flatpak quanto o Snap, encontramos dois tipos de aplicativos: aqueles que atendem a essa premissa e aqueles que não.

Por exemplo, instalar um instalar um aplicativo Electron ou de terceiros não é o mesmo que instalar um aplicativo feito para o KDE ou GNOME, porque neste último caso, o número de dependências necessárias é geralmente bastante grande e envolve a instalação de outros pacotes que ao desinstalar o aplicativo, não são desinstalados.

Como remover todos os vestígios de Flatpak e Snap do seu sistema

O mais caminho mais rápido e eficaz, como sempre, é verificar através do terminal, e felizmente, em ambos os formatos, isso é feito de maneira semelhante.

Então, abra um terminal e siga as instruções abaixo.

Para listar os pacotes instalados, use:
Com flatpak:

flatpak list

Com Snap:

snap list

Agora que você já tem o nome do aplicativo, para remover pacotes individualmente, use:
Com flatpak:

flatpak remove nome-do-pacote

Com Snap:

snap remove nome-do-pacote

No caso do Flatpak, você pode eliminar tudo; no Snap, todos exceto o ‘core’, que desaparecerá quando o processo for desinstalado.

flatpak remove --all

Isso pode ser um pouco radical demais. Por isso, o Flatpak tem a opção de eliminar todos os pacotes que não são mais necessários, no estilo do autoremove do APT:

flatpak remove --unused

Uma vez que todos os pacotes tenham sido deletados, e você quer eliminar qualquer resíduo do formato, o próximo passo seria fazer o mesmo com os processos ‘flatpak’ e ‘snapd’, para os quais você pode usar um gerenciador de pacotes ou console Synaptic, caso em que a ordem dependerá da distribuição que está sendo usada.

O que você está se perguntando é, pra que tudo isso apenas por causa de algumas dependências?

Infelizmente, quando falamos de Flatpak e Snap, é um fato conhecido, de que instalação de uma dúzia de aplicativos pode consumir vários Gigas de espaço em disco e mais da metade ainda ficam lá após a desinstalação dos aplicativos.

Mas a boa notícia é que isso só acontece com Flatpak e Snap. Com o AppImage essas coisas não acontecem porque ele puxa as bibliotecas do sistema.

O que você acha de tudo isso? Deixe sua opinião nos comentários!

O que está sendo falado no blog

<a href="https://www.edivaldobrito.com.br////” rel=”noopener noreferrer” target=”_blank”>Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo