Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Conheça as contribuições da Collabora para o Kernel 5.15

Conheça as contribuições da Collabora para o Kernel 5.15 e saiba o que essa importante colaboradora ajudou a levar para a mais recente versão do núcleo do Linux.

O kernel do Linux sempre tem sido desenvolvido por diversos colaboradores em todo o mundo e mantido por Linus Torvalds, com o apoio da Linux Foundation.

E no meio desses desenvolvedores, muitos são pessoas comuns, outros são membros ativos de grupos entusiastas de software livre, e tem até funcionários de empresas de tecnologia (sendo alguns de grandes players do mercado).

Um bom exemplo desse último tipo são os funcionários da Collabora, uma empresa de consultoria especializada em entregar os benefícios do software Open Source para o mundo comercial.

E agora, a empresa de consultoria de código aberto Collabora compartilhou detalhes sobre suas contribuições para a série de kernel Linux 5.15, lançada recentemente.

Conheça as contribuições da Collabora para o Kernel 5.15

Conheça as contribuições da Collabora para o Kernel 5.15
Conheça as contribuições da Collabora para o Kernel 5.15

O kernel 5.15 chegou no Halloween com muitos novos recursos excelentes, como uma nova implementação de sistema de arquivos NTFS contribuída pela Parangon Software para finalmente fornecer aos usuários Linux suporte NTFS totalmente funcional, bloqueio de preempção em tempo real, servidor SMB3 no kernel, bem como DAMON (MONitor de acesso a dados).

O Linux 5.15 também traz suporte de integridade de arquivo fs-verity para o sistema de arquivos Btrfs, suporte de agendamento para sistemas ARM assimétricos, suporte de dados fora de banda para soquetes de domínio Unix, suporte para o ano de 2038 para sistemas de arquivos XFS, suporte para Nintendo Consoles Wii e muitas outras guloseimas.

Além de tudo isso, o Linux 5.15 é uma ramificação do kernel LTS (Long-Term Support), que terá suporte por pelo menos alguns anos. Como de costume, o Collabora fez algumas contribuições importantes para a série de kernel Linux 5.15 LTS.

Isso inclui suporte para atualização de firmware de um microcontrolador NXP K20 conectado por meio de uma interface EzPort, suporte para decodificação de vídeo 1080p a 100 FPS em SoCs Rockchip (por exemplo, RK3326, PX30 e RK3328) por meio de um novo decodificador H.264, bem como oscilação -inicialização gratuita em sistemas multi-GPU com uma GPU Intel integrada.

engenheiro de software da Collabora Sebastian Reichel, disse que:

“Há mais trabalho a ser feito, mas isso evita a cintilação se sua tela estiver conectada a uma GPU não Intel – o caso típico em que um laptop com duas GPU é conectado a um monitor externo.”

Além disso, os engenheiros da Collabora melhoraram seu driver gráfico Panfrost implementando suporte para o envio de um segundo trabalho ao hardware durante a execução do primeiro trabalho e corrigindo algum código de bloqueio incorreto causando comportamento indefinido, corrigindo um estouro de buffer no dispositivo U2F Zero HID driver e documentação atualizada.

Em números, os desenvolvedores do kernel do Linux da Collabora criaram 50 patches, comprometeram 53 patches, assinaram 26 patches, adicionaram 26 patches em nome de outros, revisaram 23 patches, acertaram 9 patches, testaram 3 patches e relataram 1 patch.

Para obter mais detalhes sobre todas as contribuições de Collabora ao kernel 5.15 do Linux, confira a publicação detalhada no blog da empresa.

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.