Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Debian foi o sistema operacional mais vulnerável nos últimos 20 anos

Uma análise publicada pelo TheBestVPN revelou que o Debian foi o sistema operacional mais vulnerável nos últimos 20 anos. Confira os detalhes dessa relatório.

Antes de começar, é preciso deixar claro que o contexto “sistema operacional mais vulnerável” não significa que o sistema tem segurança frágil, significa apenas, que o mesmo teve a maior quantidade de vulnerabilidades relatadas.

Debian foi o sistema operacional mais vulnerável nos últimos 20 anos
Debian foi o sistema operacional mais vulnerável nos últimos 20 anos

Muitos acreditam que o Windows é o sistema operacional mais vulnerável, o que faz com que os usuários que o usem estejam sentados diante de atacantes tentando invadir seus computadores.

Mas de acordo com uma análise publicada pelo TheBestVPN com base em dados do National Institute of Standards and Technology’s National Vulnerability Database (Banco de Dados Nacional de Vulnerabilidade do Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia), o Debian Linux foi o sistema operacional com o maior número de vulnerabilidades nos últimos 20 anos.

Debian foi o sistema operacional mais vulnerável nos últimos 20 anos

Entre 1999 e 2019, os pesquisadores descobriram um total de 3.067 falhas de segurança no Debian Linux, enquanto o Windows Server 2008, que é a versão do Windows com o maior número de vulnerabilidades, está muito atrasado, com apenas 1.421 bugs de segurança.

O Android e o kernel Linux são o segundo e o terceiro nesta lista com 2.563 e 2.357 falhas, respectivamente, enquanto o macOS é o quarto com 2.212.

O Android lidera as tabelas de 2019

Somente em 2019, o Android é o número um nos gráficos com 414 vulnerabilidades, seguido pelo Debian Linux, Windows Server 2106 e Windows 10, com problemas de segurança 360, 357 e 357.

O relatório revela que:

“A Microsoft é uma das empresas de tecnologia mais bem-sucedidas do mundo, mas seus produtos permanecem suscetíveis a ataques; havia 668 vulnerabilidades relatadas em 2019. Desde 2009, a Microsoft possui 6.814 vulnerabilidades técnicas, tornando-o o fornecedor mais vulnerável nesses 20 anos. Oracle (6.115), IBM (4.679), Google (4.572) e Apple (4.512) também foram os cinco primeiros.”

“No entanto, o Linux experimentou as vulnerabilidades mais relatadas por produto em 139,4, o que provavelmente ocorre porque a empresa de software é relativamente jovem e tem menos produtos. No entanto, o Linux está projetado para crescer e em breve poderá se juntar a Cisco, que relatou a segunda menor vulnerabilidade (1.1) por produto desde 1999.”

Em 2019, as vulnerabilidades de execução de código foram responsáveis ​​por mais de 25% das falhas descobertas em produtos de software em todo o mundo, seguidas por scripts entre sites e estouro de buffer com 17,7% e 13,9% dos relatórios, respectivamente.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.