Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

digiKam 7.6 lançado com um novo plugin Flow View

E foi lançado o DigiKam 7.6 com um novo plugin Flow View, e mais. Confira tudo que chega nessa versão e veja como instalar no Linux.

digiKam é um software de código aberto para gerenciamento avançado de fotos digitais para Linux, Windows e Mac OS X.

O DigiKam é um aplicativo que permite importar fotos de câmeras, criar álbuns, marcar datas, temas e outras propriedades, excelentes utilitários de pesquisa e modificação de imagens em massa.

Ele possui diversas funcionalidades que permitem importar, exportar, visualizar, gerenciar, editar, melhorar, organizar, rotular, e compartilhar fotos em sistemas Linux.

Em outras palavras, com o digiKam, você pode ver, gerenciar, editar, melhorar, organizar, marcar e compartilhar fotos de maneira profissional.

Agora, o digiKam 7.6 foi lançado oficialmente trazendo várias melhorias, limpeza de código e alguns novos recursos.

Novidades do DigiKam 7.6

digiKam 7.6 lançado com um novo plugin Flow View
digiKam 7.6 lançado com um novo plugin Flow View

Chegando apenas um mês e meio após a versão 7.5, o digiKam 7.6 está aqui para apresentar um novo plugin Flow View baseado em layouts Masonry, um layout de grade baseado em colunas projetado para otimizar o uso do espaço dentro de uma tela.

Os usuários interessados ​​em usar este plug-in de terceiros podem acessá-lo a partir do menu Exibir em todas as janelas principais do digiKam, bem como no componente do editor de imagens Showfoto.

No entanto, você deve ter em mente que o plug-in não é considerado maduro devido ao fato de não poder exibir metadados ou detalhes dos itens.

Segundo os devs:

“Sem este tipo de layout, certas restrições são necessárias para manter a estrutura do layout, como acontece com a visualização de ícones principal na janela do álbum do digiKam. Esse tipo de layout é usado pela rede social Pinterest, por exemplo.”

Entre outras mudanças dignas de nota, o digiKam 7.6 melhora o suporte à geolocalização, importação de imagens RAW da darktable, adiciona feedback não intrusivo para usuários com pesquisas longas no banco de dados, corrige a exclusão de itens no banco de dados SQLite e atualiza o componente da biblioteca Libraw para o último instantâneo de 10/02/2022.

O digiKam 7.6 também apresenta suporte para o formato de imagem JPEG-XL, bem como suporte para ICU (International Components for Unicode) no pacote AppImage, que agora é baseado no Qt 5.15 LTS e KDE Frameworks 5.90, para lidar adequadamente com toda a codificação de string usada em todos os em todo o mundo, mais especificamente para suportar o uso de caracteres não latinos em campos de pesquisa de texto.

O Qt 5.15 LTS adiciona vários benefícios ao digiKam, como suporte para as versões mais recentes dos servidores de banco de dados MySQL e MariaDB, bem como o plugin Qt SQL, além de correções importantes.

Para saber mais sobre essa versão do DigiKam, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o DigiKam

Você pode baixar o digiKam 7.6 agora mesmo do site oficial das plataformas Linux, macOS e Windows.

Se a sua distribuição distribuir o digiKam em seus arquivos principais, você poderá atualizar para a nova versão nos próximos dias.

E, para instalar a versão mais recente do DigiKam nas principais distribuições Linux, use esses tutoriais:
Instalando a versão mais recente do digiKam no Linux
Como instalar o editor de imagens digiKam no Linux via Flatpak

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.