Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Garuda Linux 210225 lançado com o navegador LibreWolf e muito mais

E foi lançado o Garuda Linux 210225 com o navegador LibreWolf e muito mais. Confira as novidades e descubra onde baixar a distribuição.

Garuda Linux é uma distribuição contínua baseada no sistema operacional Arch Linux, disponível em uma variedade de ambientes de desktop e gerenciadores de janela, incluindo KDE Plasma, GNOME, Cinnamon, MATE, Xfce, LXQt, Wayfire, bspwm, i3, Deepin, UKUI e Recbox (alguns deles nas variantes “Ultimate” e “Lite”).

Mas, ao contrário do Arch Linux, o Garuda Linux vem com um instalador gráfico (Calamares) para fácil instalação e outras ferramentas gráficas avançadas para gerenciar seu sistema.

Essa é uma distro voltada para o desempenho com muitos ajustes para melhorar o desempenho. Alguns dos muitos ajustes incluem o uso de zram, um governador de CPU de desempenho, junto com um software de gerenciamento de memória personalizado.

Garuda Linux tem se esforçado para fornecer estabilidade ao sistema incluindo o utilitário de backup Timeshift.

Agora, seguindo seu modelo de lançamento mensal, a equipe Garuda anunciou uma nova versão chamada Garuda Linux “Hawk Eagle” (210225).

Novidades do Garuda Linux 210225

Garuda Linux 210225 lançado com o navegador LibreWolf e muito mais
Garuda Linux 210225 lançado com o navegador LibreWolf e muito mais

Como todas as versões anteriores, esta atualização de fevereiro também vem com uma nova edição chamada KDE Dragonized BlackArch Edition. Ele apresenta o repositório BlackArch, ajustes e ferramentas mais comuns.

Portanto, no total, Garuda agora tem 16 edições com diferentes ambientes de desktop: KDE Multimedia, GNOME, Xfce, LXQT-Kwin, Wayfire, i3WM, Qtile, MATE, Cinnamon, Recbox, UKUI, BSPWM, dr460nized, dr460nized gaming, dr460nized blackarch, Barebone KDE e GNOME.

Outra mudança importante que Garuda Linux “Hawk Eagle” trouxe para todas as edições (exceto Xfce e i3WM) é a inclusão do LibreWolf (com extensões) como o navegador padrão.

Como você deve saber, LibreWolf é uma ramificação mantida pela comunidade do navegador Firefox, que se concentra na privacidade e segurança.

Além disso, Garuda adicionou Starship mínima e extremamente rápida como o prompt padrão para os shell Fish e Zsh.

Entre as atualizações específicas da edição, o GNOME voltou ao PulseAudio substituindo o Pipewire e agora usa Fish como shell padrão.

Qtile agora tem um novo aplicativo de linha de comando e um script simplificado que permite gerenciar papéis de parede e temas de pywal.

Outras mudanças importantes no Garuda Linux “Hawk Eagle” são as seguintes:

  • daemon auto-cpufreq agora é “opt-in” em vez de “opt-out”
  • Pacote de melhorias no desempenho e ajustes de economia de energia
  • Linux-zen como o kernel padrão
  • Mudanças visuais e correções de bugs para edições dr460nized
  • O assistente de configuração agora oferece opções de jogos e kernel
  • Substituído gufw pelo novo firewall Plasma e Spectacle with Flameshot

Para saber mais sobre essa versão da distribuição, acesse a nota de lançamento.

Baixe e experimente o Garuda Linux 210225

Por fim, se você já estiver usando o Garuda Linux, execute um único comando para atualizar seu sistema para a versão mais recente:
sudo pacman -Syu

Você também pode baixar a imagem ISO de qualquer uma das edições aqui e instalá-la do zero seguindo as instruções oficiais de instalação.

A imagem ISO do Garuda Linux 210225 já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.