Git 2.26-rc1 lançado com mais melhorias no preenchimento automático do Bash/CLI

Confira as novidades do lançamento do Git 2.26-rc1 e veja como instalar no Linux!

E foi lançado o Git 2.26-rc1 com mais melhorias no preenchimento automático do Bash/CLI, e outros recursos. Confira as novidades e veja como instalar no Linux.

v é um sistema de controle de versões distribuído que é usado principalmente no desenvolvimento de software, mas que também pode ser usado para registrar o histórico de edições de qualquer tipo de arquivo.

Git 2.26-rc1 lançado com mais melhorias no preenchimento automático do Bash/CLI
Git 2.26-rc1 lançado com mais melhorias no preenchimento automático do Bash/CLI

O Git permite e incentiva você a ter vários ramos locais que podem ser totalmente independentes um do outro. A criação, mesclagem e exclusão dessas linhas de desenvolvimento leva segundos.

Isso significa que você pode fazer coisas como:

  • Troca de Contexto Sem Fricção. Crie um ramo para experimentar uma ideia, efetue algumas vezes, volte para onde você se ramificou, aplique um patch, volte para onde está experimentando e junte-o.
  • Linhas de código baseadas em funções. Tenha um ramo que sempre contenha apenas o que vai para a produção, outro no qual você mescla o trabalho para teste e vários menores para o trabalho do dia a dia.
  • Fluxo de trabalho baseado em recursos. Crie novas ramificações para cada novo recurso em que estiver trabalhando, para poder alternar entre elas sem interrupções e excluir cada ramificação quando esse recurso for mesclado à sua linha principal.
  • Experimentação descartável. Crie um ramo para experimentar, perceba que não vai funcionar e exclua-o – abandonando o trabalho – sem que ninguém mais o veja (mesmo que você tenha empurrado outros ramos nesse meio tempo).

Agora, o O Git 2.26-rc1 foi lançado esta manhã como a versão de teste mais recente deste sistema de controle de versão distribuído.

Novidades do Git 2.26-rc1

Os destaques da série Git 2.26 até o RC1 consistem em:

  • Trabalho contínuo para melhorar o preenchimento automático do Bash/CLI para diferentes subcomandos.
  • Um gancho fsmonitor-watchman aprimorado para evitar condições de corrida na versão anterior.
  • Para a coloração CLI, as sete cores agora têm opções de variantes de cores mais brilhantes.
  • Trabalho de preparação contínua para quando os nomes dos objetos usarão hashes SHA-256.
  • O protocolo de transporte versão dois se tornou o padrão.
  • Sua restrição anterior sobre o uso de grep encadeado está sendo levantada.
  • O rebit do Git agora usa o backend de mesclagem por padrão.
  • Várias outras melhorias de desempenho e correções de bugs.

Para saber mais sobre essa versão do Git, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o Git 2.26-rc1

Para instalar a versão mais recente do Git 2.26 nas principais distribuições Linux, use esse tutorial:
Como instalar a última versão do Git no Debian ou Ubuntu
Como instalar a versão mais recente do GIT no CentOS, RHEL e derivados

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…