Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

GNOME 43 revelou alguns dos seus novos recursos

Mal foi lançado o GNOME 42 e o projeto já seguiu para a próxima versão, e dito isso, GNOME 43 revelou alguns dos seus novos recursos.

Apenas um dia antes de lançarem o GNOME 42, uma nova versão que introduziu novos recursos muito interessantes, e entre os quais tenho um favorito: a ferramenta de captura de tela.

Com esse lançamento já entregue, eles já começaram a trabalhar e começaram a desenvolver o GNOME 43, do qual alguns detalhes já são conhecidos.

GNOME 43 revelou alguns dos seus novos recursos

GNOME 43 revelou alguns dos seus novos recursos
GNOME 43 revelou alguns dos seus novos recursos

A primeira coisa que me impressiona é que o Nautilus será “Adaptive”, que eu traduziria melhor como responsivo.

Acontece que essa novidade do gerenciador de arquivos GNOME foi projetada para ser melhor em telefones celulares, e isso é conhecido como design responsivo na web.

GNOME 43 revelou alguns dos seus novos recursos
GNOME 43 revelou alguns dos seus novos recursos

Pode não ser exatamente o mesmo, mas eu não conseguia parar de pensar nisso. Este design é uma grande mudança, especialmente para usuários de Phosh.

Uma API para recolorir está chegando no GNOME 43, destinada mais a desenvolvedores do que a usuários.

Os desenvolvedores que usam essa API poderão alterar as cores de seus aplicativos e ter atualizações automáticas de cores dependentes.

Eles também poderão criar predefinições que podem ser usadas, por exemplo, para recolorir uma janela com base no esquema de cores da visualização.

Voltando a nós, usuários, ao que podemos usar ou ver, o GNOME 43 apresentará a opção de alterar a cor de destaque, algo que pode ser feito no Ubuntu 20.04 mesmo que seja no GNOME 42. Isso porque é algo que depende da libadwaita, e a Canonical se adiantou.

GNOME 43 revelou alguns dos seus novos recursos
GNOME 43 revelou alguns dos seus novos recursos

Eles também apresentarão um novo visualizador de imagens chamado Lupa, que será responsivo, e anotação na ferramenta de captura de tela. Portanto, esse recurso principal que já está disponível na v42 será ainda melhor no GNOME 43.

A ferramenta de análise de uso de disco agora está escrita em Vala, e a próxima será em Rust. Você pode não notar uma melhora no curto prazo, mas isso irá configurar as coisas para avançar no futuro.

Para todo o resto, e embora haja mais detalhes em uma nota de projeto, pouco mais se sabe. Eles divulgarão mais informações nos próximos meses, até setembro, quando o GNOME 43 deve ser lançado.

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.