Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

GTK 4.0.1 lançado com muitas correções de bugs, melhor aceleração de mídia

E foi lançado o GTK 4.0.1 com muitas correções de bugs, melhor aceleração de mídia. Confira as novidades dessa importante atualização.

O GTK é um toolkit multiplataforma para a criação de interfaces gráficas. É liberado sob a licença GNU LGPL, permitindo que software proprietários e livres o utilizem em sua construção. Enfim, ele é um software livre e integra o projeto GNU.

Como você pode imaginar, GTK 4.0 é uma atualização massiva e um grande marco para o desenvolvimento do kit de ferramentas de widget GTK de código aberto e multiplataforma, que é usado para criar interfaces gráficas de usuário, também conhecidas como GUIs, para aplicativos Linux.
GTK 4 é considerado uma versão estável pronta para as massas.

GTK é usado principalmente pelo Projeto GNOME para o ambiente de área de trabalho GNOME e aplicativos relacionados. GTK era conhecido anteriormente como GTK+, mas com esta versão o + foi abandonado e o nome do kit de ferramentas agora é simplesmente GTK.

GTK 4 é o futuro do kit de ferramentas, permitindo que desenvolvedores de aplicativos criem interfaces gráficas de usuário surpreendentes para aplicativos GTK, bem como a próxima versão principal do ambiente de desktop GNOME, o GNOME 40.

Após o lançamento do grande kit de ferramentas GTK 4.0 no mês passado, GTK 4.0.1 foi lançado como o primeiro point release estável para este kit de ferramentas de software livre.

Novidades do GTK 4.0.1

GTK 4.0.1 lançado com muitas correções de bugs, melhor aceleração de mídia
GTK 4.0.1 lançado com muitas correções de bugs, melhor aceleração de mídia

Naturalmente, após um grande lançamento como GTK4, o primeiro lançamento pontual é predominantemente composto de várias pequenas correções de bugs em todo o código-base.

Há uma grande variedade de correções de bugs no GTK 4.0.1, bem como atualizações para o tema e documentações.

Significativo para GTK 4.0.1 é que o back-end de mídia GStreamer agora faz uso de texturas OpenGL.

Com o uso de texturas OpenGL, há melhor eficiência ao aproveitar a decodificação de hardware baseada em GPU, como VA-API, para evitar cópias de GPU/CPU em excesso.

A situação, entretanto, ainda não é a ideal, pois idealmente haveria um plugin GStreamer com um coletor para expor quadros de vídeo como objetos GdkPaintable, mas tal código atualmente não existe.

Mais detalhes sobre a atualização do kit de ferramentas GTK 4.0.1 no blog GTK.org.

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.