Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Hyperbola abandonará o Linux e se tornará um fork do OpenBSD

Nem tudo são flores no mundo Linux: Hyperbola abandonará o Linux e se tornará um fork do OpenBSD. Confira os detalhes dessa mudança.

O Hyperbola é um sistema operacional para as arquiteturas i686 e x86-64, que é baseado nos snapshots do Arch e no desenvolvimento do Debian para aumentar a estabilidade e a segurança, além de incluir componentes GNU e o kernel livre de Linux em vez do kernel Linux genérico.

Hyperbola abandonará o Linux e se tornará um fork do OpenBSD
Hyperbola abandonará o Linux e se tornará um fork do OpenBSD

Por conta disso, o Hyperbola é listado pela Free Software Foundation como um sistema operacional totalmente gratuito, fiel às diretrizes de distribuição do sistema Free.

Ao contrário do Arch, o Hyperbola usa o modelo de suporte de longo prazo, como o Debian, um modelo adaptado para estender o período de manutenção de software e alterar o tipo e a frequência das atualizações de software (patches) para reduzir riscos, despesas e interrupção da implementação do software, promovendo a confiabilidade do software.

O Hyperbola está sendo desenvolvido de acordo com o princípio KISS (Keep It Simple Stupid) e visa fornecer aos usuários um ambiente simples, leve, estável e seguro.

O sistema de inicialização é baseado no sysvinit com a portabilidade de alguns desenvolvimentos dos projetos Devuan e Parabola. O tempo de rastreamento do lançamento é de 5 anos.

E, alguns dias atrás, os desenvolvedores responsáveis ​​pelo projeto Hyperbola divulgaram uma história na qual desejam implementar um plano para alterar o uso do kernel Linux em relação aos utilitários de usuário do OpenBSD com a transferência de alguns componentes de outros sistemas BSD, que planeja distribuir a nova distribuição sob o nome HyperbolaBSD.

Hyperbola abandonará o Linux e se tornará um fork do OpenBSD

O motivo da transição para a base de código do OpenBSD é chamado de insatisfação com as tendências no desenvolvimento do kernel do Linux:

  • A adoção da mídia de proteção de direitos autorais (DRM) do kernel Linux, por exemplo, incluiu o suporte à tecnologia de proteção de cópia para conteúdo de áudio e vídeo HDCP (High Digital Bandwidth Digital Content Protection )
  • Desenvolvimento de uma iniciativa para desenvolver drivers para o kernel Linux na linguagem Rust. Os desenvolvedores do Hyperbola não estão satisfeitos com o uso de um repositório de carga centralizado e têm problemas com a liberdade de distribuir pacotes com o Rust. Em particular, os termos de uso das marcas registradas Rust and Cargo proíbem a preservação do nome do projeto em caso de alterações ou aplicação de patches (um pacote pode ser distribuído sob o nome Rust and Cargo somente se for montado a partir dos textos originais, caso contrário, é necessária permissão prévia por escrito da equipe do Rust Core ou alteração de nome).
  • Desenvolvimento do kernel Linux sem levar em consideração a segurança (Grsecurity não é mais um projeto gratuito e o KSPP (Kernel Self Protection Project) está estagnado).
  • Muitos componentes do ambiente de usuário GNU e dos utilitários do sistema estão começando a impor o uso de funcionalidade excessiva, sem fornecer a capacidade de desativá-lo durante a compilação. Como exemplo, é feita referência às dependências obrigatórias do PulseAudio no gnome-control-center, SystemD no GNOME, Rust no Firefox e Java no gettext.


É por isso que o plano de desenvolvimento do HyperbolaBSD é transformar o sistema em um fork completo do OpenBSD, que será expandido com um novo código fornecido sob as licenças GPLv3 e LGPLv3.

O código desenvolvido no OpenBSD terá como objetivo substituir gradualmente os componentes do OpenBSD distribuídos sob licenças não compatíveis com a GPL.

Enquanto a parte de manutenção da ramificação Hyperbola com o Kernel livre de Linux formado anteriormente, ela será fornecida até 2022, mas versões futuras do Hyperbola serão transferidas para os novos elementos do kernel e do sistema.

Com tudo isso, os desenvolvedores do Hyperbola comentaram que têm muito trabalho a fazer, pois abandonarão tudo o que estava anteriormente em desenvolvimento e concentrarão seus esforços na reconstrução do sistema do zero.

Se você quiser saber mais sobre isso, verifique a nota nesse endereço.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.