Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Linux para Apple M1 está perto de ser utilizável para computação básica

Apesar do que dizem seus desenvolvedores, o Linux para Apple M1 está perto de ser utilizável para computação básica, mas “apenas” perto.

Os Macs da Apple com processadores M1 oferecem o melhor desempenho por watt de qualquer computador pessoal até hoje, mas há um lado negativo para alguns usuários: o único sistema operacional oficialmente compatível é o MacOS.

Linux para Apple M1 está perto de ser utilizável para computação básica

Linux para Apple M1 está perto de ser utilizável para computação básica
Linux para Apple M1 está perto de ser utilizável para computação básica

Não oficialmente, entretanto? Os desenvolvedores têm trabalhado para portar o Linux para funcionar bem com o Apple Silicon desde a chegada dos primeiros Macs com chips M1, e eles fizeram muito progresso nos últimos meses.

Os desenvolvedores por trás do projeto Asahi Linux dizem que o sistema operacional agora é “utilizável como um desktop Linux básico” em Macs com Apple Silicon.

Asahi é uma distribuição Linux personalizada projetada para Macs com Apple Silicon, mas o objetivo do projeto é fazer upstream de todos os drivers personalizados e outros códigos necessários para permitir que distros Linux funcionem com chips da Apple.

Então, eventualmente, você pode escolher sistemas operacionais baseados em Linux para rodar em um Mac.

Por enquanto, diz-se que a maioria dos recursos básicos funcionam com o Asahi Linux, com algumas exceções notáveis. Ainda não há suporte para Thunderbolt, USB 3, áudio ou hardware de câmera. E ainda não há suporte para gráficos acelerados por hardware.

Mas a equipe observa que a CPU M1 da Apple é tão rápida que a renderização gráfica baseada em software é muito boa, com um ambiente de desktop Linux renderizando mais rapidamente via software em um PC com um chip M1 do que via hardware em um computador com Rockchip ARM64 processador.

Por enquanto, a equipe observa que existem drivers de trabalho para coisas como gerenciamento de energia, escala de frequência da CPU, controlador de vídeo, armazenamento NVMe, PCIe e USB-C, entre outras coisas.

Algo que a equipe Asahi Linux ainda não disponibilizou? Um instalador amigável.

Existe um instalador alfa que os desenvolvedores e usuários avançados podem usar para começar, mas você pode precisar entrar em contato com a equipe Asahi por meio de seu canal de IRC para configurar as coisas.

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.