Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

MakuluLinux 2020 quer levar os usuários do Windows 7 para o Linux

Lançado recentemente, o MakuluLinux 2020 quer levar os usuários do Windows 7 para o Linux. Conheça as armas que esse sistema usa para conseguir esse objetivo.

O MakuluLinux é uma distribuição Linux derivada dos aclamados sistemas operacionais Debian e Ubuntu e projetada a partir do offset para oferecer uma experiência de desktop única no estilo do Windows Aero.

MakuluLinux 2020 quer levar os usuários do Windows 7 para o Linux
MakuluLinux 2020 quer levar os usuários do Windows 7 para o Linux

Anteriormente, falei dessa distribuição em um artigo que pode ser lido no endereço abaixo:

MakuluLinux Aero – Uma distro que usa um ambiente estilo Windows Aero

Agora, a distribuição do MakuluLinux 2020 foi lançada com base no Ubuntu Linux e promete um local familiar para usuários de Windows e Linux.

MakuluLinux 2020 quer levar os usuários do Windows 7 para o Linux

MakuluLinux 2020 quer levar os usuários do Windows 7 para o Linux

Apelidada de “LinDoz”, a série MakuluLinux 2020 é baseada na versão mais recente do Ubuntu 18.04.4 LTS (Bionic Beaver) e no belo e moderno ambiente de desktop Cinnamon 3.6.7, para fornecer aos ex-usuários do Windows 7 um local confortável, se eles decidirem migrar do Windows para um sistema operacional baseado em Linux.

Entretanto, os desenvolvedores observam que o LinDoz não foi projetado para ser um clone do Windows, mas para ser um local familiar para usuários de Windows e Linux.

Para atingir esse objetivo, os desenvolvedores atualizaram toda a arte, incluindo temas, ícones e papéis de parede, para fazer o MakuluLinux parecer com o Windows 7.

MakuluLinux 2020 quer levar os usuários do Windows 7 para o Linux

Outra grande novidade na série MakuluLinux 2020 é a mudança de uma base Debian Linux para uma base Ubuntu Linux.

A distribuição vem com os principais componentes do Ubuntu 18.04.4 LTS, incluindo o kernel Linux 5.3 HWE, que foi suportado pela Canonical no Ubuntu 19.10 (Eoan Ermine).

O MakuluLinux é conhecido por oferecer um desktop Linux moderno e sofisticado para aqueles que desejam mudar do Windows para o Linux.

Portanto, esta versão vem com belas obras de arte, opções de menu exclusivas, além de muitos outros ajustes, otimizações e widgets interessantes.

Comparado às versões anteriores, o MakuluLinux 2020 promete algumas maneiras inovadoras para os usuários acessarem determinadas partes da distribuição com mais facilidade, além de suporte imediato para a execução de aplicativos e jogos do Windows por meio do Wine, Steam Play Proton, Flatpak, e tecnologias Snap.

Os desenvolvedores do MakuluLinux explicam que:

“Agora você pode simplesmente clicar duas vezes em um arquivo exe ou msi como faria no Windows e executá-lo. Também foi adicionado suporte à biblioteca de 32 bits para otimizar a experiência do Steam e dos jogos.”

Se você quiser experimentar o MakuluLinux 2020 “LinDoz”, faça o download da imagem ISO ao vivo de 64 bits agora mesmo, usando o link mais abaixo.

Enquanto isso, você pode vê-lo em ação no vídeo de lançamento abaixo.

MakuluLinux 2020 quer levar os usuários do Windows 7 para o Linux – Baixe e experimente o MakuluLinux 2020

A imagem ISO do MakuluLinux 2020 já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.
Ou se preferir, acesse os links abaixo diretamente:

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.