Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Mir 1.0 lançado – Confira as novidades e instale no Ubuntu e Arch

A Canonical lançou recentemente o Mir 1.0, a primeira versão estável desse servidor. Confira os detalhes desse lançamento e veja como instalar em seu sistema.


O Mir é um software desenvolvimento pela Canonical Ltd. Ele é servidor gráfico para Linux que foi criado para substituir o X Window System, que ainda é usado no Ubuntu.

Mir 1.0 lançado - Confira as novidades e instale no Ubuntu e Arch
Mir 1.0 lançado – Confira as novidades e instale no Ubuntu e Arch

O Mir foi anunciado pela Canonical em 4 de março de 2013, e foi sido desenvolvido para facilitar o desenvolvimento do Unity Next, a próxima geração da interface de usuário Unity.

Entretanto, quando a Canonical anunciou que estaria encerrando seu investimento no Unity 8, Mir, Ubuntu para celulares e tablets, e que não seguiria mais em seu objetivo de levar o sistema a “convergência”, isso deixou muita gente a pensar que o Unity (e o Mir) iria acabar.

Mas o Mir se recusa a morrer, ou melhor, a Canonical ainda tem planos ambiciosos para ele, embora o Unity 8 tenha sido abandonado pela Canonical, pelo menos aparentemente, com a adoção do Wayland como futuro padrão de exibição.

No entanto, a mudança de direção em torno da política do consumidor e ambiente de trabalho forçados a repensar Mir para que ele possa ser viável como um projeto, de modo que disse a famosa frase, “se você não pode vencê-los, junte-se para ele “, então este servidor gráfico foi transformado em compositor para Wayland, algo possivelmente derivado de propostas vindas de diferentes comunidades, além de manter um forte foco na IoT.

Novidades do Mir 1.0

A Canonical anunciou o Mir 1.0 na semana passada, ou seja, a primeira grande versão do seu servidor gráfico e compositor de Wayland.

Como principais mercados, a empresa liderada por Mark Shuttleworth apontou para a IoT e “entusiastas que buscam construir a próxima geração de soluções gráficas”.

Além do próprio servidor, a equipe de desenvolvimento também criou o mir-quiosque, que é uma implementação totalmente funcional para atender muitos casos relacionados com a utilização quiosque de Internet das coisas, fazendo sua execução no Ubuntu Core mostrar um conjunto de Aplicações Qt como exemplos do que poderia ser executado em um quiosque.

A Canonical enfatizou que o Mir foi criado com a segurança em mente, algo que não tem sido o foco do X11 porque ele foi criado em outra época e com alguns propósitos iniciais muito diferentes do que ele realmente terminou sendo usado.

A empresa também destacou o fato de que o Mir usa Wayland, deixando claro que essas tecnologias estarão ligadas no futuro, pelo menos da parte delas.

Para saber mais sobre essa versão do Mir, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o Mir

Mir não é uma tecnologia exclusiva do Ubuntu, uma vez que pode ser encontrada nos repositórios do Fedora e pode ser instalada no Arch Linux através do AUR (portanto, use o Pacaur), e em breve também estará disponível para o Debian.

Aqueles que querem ter a última versão deste servidor gráfico no Ubuntu podem instalar o seguinte PPA:

sudo apt-add-repository --update ppa:mir-team/release

O que está sendo falado no blog

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.