Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Parrot 5 lançado com Kernel 5.16, novas ferramentas de hacking, e mais

E foi lançado o Parrot 5 com Kernel 5.16, novas ferramentas de hacking, e mais. Confira as novidades e descubra onde baixar a distro.

Parrot (anteriormente Parrot Security OS) é uma distribuição baseada em Debian e orientada à segurança, com uma coleção de utilitários projetados para testes de penetração, análise forense de computadores, engenharia reversa, hacking, privacidade, anonimato e criptografia.

Esse sistema é uma distribuição de release, foi desenvolvido pela Frozenbox, e vem com o MATE como o ambiente de desktop padrão.

Agora, a ParrotSecurity anunciou a disponibilidade geral da distribuição Parrot 5.

Novidades do Parrot 5

Parrot 5 lançado com Kernel 5.16, novas ferramentas de hacking, e mais
Parrot 5 lançado com Kernel 5.16, novas ferramentas de hacking, e mais

Baseado na série de sistemas operacionais Debian 11 (Estável) e alimentado pelo kernel Linux 5.16, o Parrot 5.0 está aqui quase um ano após o Parrot 4.11 com um novo modelo de lançamento LTS (Long-Term Support), um novo arquiteto edição, uma edição experimental do Raspberry Pi, bem como uma infinidade de novas ferramentas para hackers éticos e testadores de penetração.

Segundo os desenvolvedores:

“O Parrot 5.0 foi projetado com a nuvem e a personalização em mente e oferece várias opções de contêiner para alavancar poderosas ferramentas de orquestração durante cenários de pentest complexos. O sistema agora segue um modelo de lançamento de Suporte de Longo Prazo, mas fornece a versão mais recente de todas as suas ferramentas por meio de um extenso backport e nunca está desatualizado.”

Conheça o Parrot Architect Edition, uma imagem ISO minimalista do Parrot OS que apresenta apenas um instalador para permitir que usuários experientes personalizem totalmente suas instalações.

A Architect Edition é compatível com plataformas de 64 bits e ARM64 e pode ser facilmente transformada em um sistema de desktop completo ou em um servidor.

O novo modelo de lançamento do Long Term Support (LTS) da série Parrot 5.0 não promete grandes mudanças e atualizações de segurança extremamente rápidas por pelo menos dois anos a partir do momento do lançamento para garantir a máxima estabilidade e confiabilidade.

Além disso, o sistema oferece um modelo de liberação contínua para todas as ferramentas de segurança.

Como você imagina, o Parrot 5.0 vem com muitas novas ferramentas para as necessidades dos especialistas em segurança cibernética.

Estes incluem Pocsuite3, um teste de vulnerabilidade remoto de código aberto e estrutura de desenvolvimento de prova de conceito, Ffuf, um web fuzzer fest, Dirsearch, um scanner de caminho da Web, bem como Ivy-optiv, uma estrutura de criação de carga útil para a execução de Código-fonte VBA (macro) na memória.

Outra novidade nesta versão é Python3-pcodedmp, um desmontador VBA P-Code muito poderoso, Mimipenguin, um script gratuito e de código aberto para despejar credenciais de login (nomes de usuário e senhas) do usuário desktop atual, Oletools, uma coleção de ferramentas para analisar arquivos Microsoft OLE2, findmyhash 2.0, uma ferramenta para quebrar diferentes tipos de hashes, e Pyinstxtractor, um script Python para extrair o conteúdo de um arquivo executável do Windows gerado pelo PyInstaller.

Para saber mais sobre essa versão da distribuição, acesse a nota de lançamento.

Baixe e experimente o Parrot 5

A imagem ISO do Parrot 5 já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

O Parrot 5.0 está disponível para download como Home Edition, Security Edition, Architect & IoT Edition, três Cloud Editions (Architect Edition, HackTheBox Edition e imagens Docker), bem como uma Raspberry Pi Edition para Raspberry Pi 4 com 4 GB de RAM ou superior.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.