Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

qBittorrent 4.3.3 lançado com diversas correções de bugs

E foi lançado o qBittorrent 4.3.3 com diversas correções de bugs. Confira as novidades dessa atualização e veja como instalar no Linux.

O qBittorrent é um incrível cliente BitTorrent multiplataforma e de código aberto, escrito em C++/Qt, usando a biblioteca LibTorrent-rasterbar, e que foi criado para ser uma alternativa ao popular cliente μtorrent.

Esse aplicativo é rápido, estável, leve, suporta unicode e fornece um bom motor de busca integrado. Ele também vem com o encaminhamento de porta UPnP/NAT-PMP, criptografia (compatível com Vuze), FAST extension (mainline) e suporta PeX (compatível com utorrent).

qBittorrent vem com um motor de busca integrado, possui interface web, suporte para download sequencial, scheduler banda larga, suporte a RSS avançado com filtros de download, ferramenta de criação de torrent, filtragem IP e outras características úteis.

Agora, o cliente BitTorrent qBittorrent 4.3.3 foi lançado com novos recursos e várias correções de bugs.

Novidades do qBittorrent 4.3.3

qBittorrent 4.3.3 lançado com diversas correções de bugs
qBittorrent 4.3.3 lançado com diversas correções de bugs

Esta versão contém principalmente correções de bugs.

Além disso, como o Xcode não é compatível com C++17, o Mac OS 10.13 (High Sierra) não é mais compatível. E o Ubuntu 18.04 deve ser abandonado na próxima versão.

Os destaques da versão qBittorrent 4.3.3, incluem:

  • Novos idiomas Azerbaijão, suporte da Estônia.
  • Unificadas as caixas de diálogo de velocidade global para velocidades normais / alternativas.
  • Aumentados os limites máximos de velocidade global em ~2 GiB/s.
  • Salva o fastresume ao definir os limites de velocidade do torrent.
  • Agrupa várias opções de torrent em uma caixa de diálogo.
  • Coloca nomes de localidade em letras maiúsculas.
  • Melhorado o manuseio de nomes de arquivos / pastas de conteúdo.
  • Ignora a notificação sobre a movimentação do armazenamento concluída ou com falha.
  • Recarrega o torrent de “arquivos ausentes” em vez de verificar novamente.
  • Lembra de tamanhos de diálogo.
  • Melhora na detecção da string de extensão do arquivo.
  • A WEBUI não chama mais elementos inexistentes.
  • Atualizada “Manter pasta de nível superior” nas opções WebUI.
  • LINUX: Use o diretório legado de “dados” apenas como um substituto.
  • Elimine o requisito do projeto para C++17.

Para saber mais sobre essa versão do qBittorrent, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o qBittorrent

Para instalar a versão mais recente do qBittorrent nas principais distribuições Linux, use esse tutorial:
Como instalar a última versão do qBittorrent no Linux via Flatpak
https://www.edivaldobrito.com.br/instale-o-qbittorrent-3-1-0-no-ubuntu-e-derivados/

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.