Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Raspberry Pi de 5 dólares poderá ajudar a salvar pacientes com coronavírus

De acordo com a BBC, um projeto de respiradores que usa Raspberry Pi de 5 dólares poderá ajudar a salvar pacientes com coronavírus. Confira os detalhes dessa iniciativa.

O mundo está sofrendo nas mãos da pandemia de Coronavírus, com mais de 119.500 mortes no momento da redação deste artigo.

Raspberry Pi de 5 dólares poderá ajudar a salvar pacientes com coronavírus
Raspberry Pi de 5 dólares poderá ajudar a salvar pacientes com coronavírus

As fatalidades estão se acumulando devido à escassez de leitos em hospitais e ventiladores, que foram vistos como salva-vidas nos casos COVID-19.

Para garantir o fornecimento contínuo, as autoridades exigiram a produção de equipamentos médicos que salvam vidas de diferentes empresas como Tesla e GM.
 
Em meio a tudo isso, a BBC relatou que um homem colombiano chamado Marco Mascorro projetou um ventilador baseado em Raspberry Pi.

Projeto que usa Raspberry Pi de 5 dólares poderá ajudar a salvar pacientes com coronavírus

Essa é a primeira vez que vemos o uso do Raspberry Pi no setor médico.

Mascorro publicou o código do computador e o design dos ventiladores baseados em Raspberry Pi em março. Curiosamente, ele não tem nenhum conhecimento prévio sobre a criação de equipamentos médicos.

Depois que Mascorror postou o código e o design on-line, ele recebeu feedback de muitos profissionais de saúde com dicas para melhorar sua criação.

O ventilador criado por ele é alimentado pelo Raspberry Pi SBC – Zero mais barato, que custa U$$ 5. O SBC abre e fecha válvulas, regula a assistência respiratória e define a pressão do ar.

Além do Raspberry Pi, a Mascorro também usou peças fáceis de encontrar para projetar os ventiladores. Por exemplo, as válvulas implantadas nele podem ser facilmente adquiridas em lojas de encanamento e automóveis comuns.

Agora, os ventiladores baseados em Raspberry Pi serão submetidos a testes no Hospital Universitário da Pontifícia Universidade Xavierian e na Universidade Los Andes, em Bogotá.

Na fase de teste, os ventiladores equipados com Raspberry Pi funcionarão sem parar por cinco dias como pulmões artificiais. Uma vez aprovado no teste, os ventiladores serão testados em animais e os pesquisadores esperam começar os testes em humanos em maio.

Ao ouvir o advento do Raspberry Pi Zero na área médica, o Raspberry Pi, a empresa por trás desse pequeno computador, aumentou sua produção, de acordo com o CEO Eben Upton.

O que está sendo falado no blog

Categorias Arch, bodhi, CentOS, Debian, Deepin, Elementary, Fedora, Gentoo, Kali, Kylin, LFS, Linux, Linux Mint, Mageia, Manjaro, Notícias, Open Source, openSUSE, Pop!_OS, RedHat, Sabayon, Scientific, Software livre, Solus, SUSE, Tecnologia, Trisquel, Tutorial, Ubuntu, Zorin Tags , , , ,

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.