Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

RHEL 8.3 lançado com TSX desabilitado por padrão para evitar Overhead

A Red Hat anunciou o lançamento do RHEL 8.3, a mais recente versão do seu sistema operacional. Confira as novidades e descubra onde baixar a distro.

O Red Hat Enterprise Linux (RHEL) é uma distribuição Linux desenvolvida pela Red Hat e voltada para o mercado comercial. O Red Hat Enterprise Linux é lançado em edições de servidores para arquiteturas x86, x86_64, Itanium, PowerPC e IBM System z e edições de desktop para processadores x86 e x86_64.

Todo o suporte e treinamento oficial da Red Hat e o Red Hat Certification Program são centrados na plataforma Red Hat Enterprise Linux.

A Red Hat usa regras estritas de marca registrada para restringir a redistribuição gratuita de suas versões oficialmente suportadas do Red Hat Enterprise Linux, mas ainda fornece livremente seu código-fonte.

Assim, derivados de terceiros podem ser construídos e redistribuídos pela remoção de componentes não livres.

Agora, o Red Hat Enterprise Linux 8.3 foi lançado como a versão mais recente da plataforma RHEL8.

Novidades do RHEL 8.3

RHEL 8.3 lançado com TSX desabilitado por padrão para evitar Overhead
RHEL 8.3 lançado com TSX desabilitado por padrão para evitar Overhead

A versão estável mais recente do Red Hat Enterprise Linux 8, RHEL 8.3, é focada no suporte expandido de funções do sistema Red Hat, atualizações para Tuned, novos perfis SCAP, fluxos de aplicativos atualizados e outros aprimoramentos de estabilidade voltados para a empresa.

Algumas mudanças específicas a serem observadas no Red Hat Enterprise Linux 8.3 incluem:

  • O RHEL 8.3 agora está desativando o Intel Transactional Synchronization Extensions (TSX) por padrão. A desativação do TSX por padrão é feita em nome da segurança e para remover a penalidade de desempenho de ter mitigações TSX Asynchronous Abort para processadores Xeon Cascade Lake. O TSX pode ser habilitado com o parâmetro de kernel “tsx = on”.
  • Novos fluxos de módulo para Ruby 2.7, Nginx 1.18, Perl 5.30 e Node.js 14. Os fluxos para Python 3.8, PHP 7.4 e HTTPD 2.4.
  • Novos drivers com RHEL 8.3 incluem o driver gVNIC, Software iWARP, vários drivers Intel Trace Hub e Intel RAPL MSR. Vários drivers de rede e outros códigos Intel também receberam atualizações como back-ports para o kernel Linux 4.18 do RHEL8.
  • Seu instalador atualizado do Anaconda finalmente permite o uso de caracteres não ASCII para a senha de criptografia do disco. LUKES2 agora também é usado por padrão como o contêiner criptografado.
  • Muito trabalho na integração do USBGuard para proteger desktops e servidores corporativos com várias opções de manuseio de USB para dispositivos conectados.
  • Firewalld e NetworkManager atualizados trazendo várias melhorias.
  • As pré-visualizações de tecnologia continuam para a reinicialização rápida do kexec para fornecer reinicializações rápidas, o eBPF também permanece disponível como uma pré-visualização de tecnologia e um novo recurso de pré-visualização é compatível com a estrutura Open programmable Acceleration Engine (OPAE). A estrutura OPAE deve ser usada com Intel FPGAs / PACs.
  • Mais detalhes sobre o Red Hat Enterprise Linux 8.3 acesse o anúncio de lançamento.

    Baixe e experimente o RHEL 8.3

    Usuários existentes com uma assinatura válida agora podem atualizar suas instalações para o RHEL 8.3 ou fazer o download das novas imagens ISO.

    A imagem ISO do RHEL 8.3 já pode ser baixada acessando o portal do cliente da Red Hat.

    Por outro lado, novos clientes podem baixar uma edição de avaliação de 30 dias do Red Hat Enterprise Linux 8.2 a partir desse endereço, e os desenvolvedores podem se inscrever para uma Assinatura de Desenvolvedor gratuita nesse endereço.

    Verifique se a imagem ISO está corrompida

    Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
    Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

    Como gravar uma imagem ISO no Linux

    Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

    Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
    Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
    Como criar um pendrive de instalação
    Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
    Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

    Compartilhe:
    Sobre o Edivaldo Brito

    Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

    Deixe um comentário

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.