Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Suporte a RISC-V do kernel Linux está ficando mais completo

O Phoronix informou que o suporte a RISC-V do kernel Linux está ficando mais completo. Confira os detalhes do porte dessa importante arquitetura.


Apesar de ser considerado, basicamente, o coração de um sistema Linux, o kernel é bem mais que isso.

Suporte a RISC-V do kernel Linux está ficando mais completo
Suporte a RISC-V do kernel Linux está ficando mais completo

Ele é o principal responsável por oferecer aos diferentes programas acesso seguro ao hardware do computador ou, de forma básica, é responsável pelo gerenciamento dos recursos, através dos serviços de chamadas do sistema.

Atualmente, o kernel do Linux também um dos que mais suporta arquiteturas de hardware, e cada dia mais sua abrangência aumenta, graças ao trabalho dos mantenedores em cooperação com os fabricantes.

Dentre esses portes, um dos mais importantes é o que leva o suporte a RISC-V ao kernel Linux.

Suporte a RISC-V do kernel Linux está ficando mais completo

O suporte a RISC-V dentro da linha principal do kernel (mainline kernel) está ficando cada vez mais completo, isso apenas alguns lançamentos depois que esse novo porte da arquitetura foi originalmente adicionado à árvore do Linux Git.

O código RISC-V para o Linux 4.19 inclui os temporizadores obrigatórios e os controladores de interrupção de primeiro nível, que são necessários para realmente colocar o espaço do usuário em funcionamento.

Além do controlador de interrupção de primeiro nível RISC-V, o Linux 4.19 também adiciona suporte para o controlador de interrupção no nível de plataforma do SiFive que interage com os dispositivos reais.

Além desse código importante, há também correções de compilação, limpezas para alguns dos códigos, correções de ptrace, suporte a printk inicial e uma correção para seu manipulador de laço de depuração inicial (early debug trap handler).

Com esses patches RISC-V para o Linux 4.19, o código foi testado recentemente para poder inicializar o sistema de arquivos raiz do Fedora no QEMU, bem como inicializar recentemente a placa de desenvolvedor HiFive Unleashed RISC-V.

A Western Digital, foi uma das principais fornecedoras que se apressou a aderir ao RISC-V, estava entre os contribuintes para obter o código dos temporizadores e dos controladores de interrupção.

A lista completa de correções RISC-V para o Linux 4.19 pode ser encontrada na mensagem de Palmer Dabbelt.

Veja também

Debian agora é suportado em hardware RISC-V de 64 bits

O que está sendo falado no blog

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.