Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Sculpt OS 20.02 lançado com um gerenciador de arquivos no modo gráfico e muito mais

O Sculpt OS 20.02 chegou e vem com um gerenciador de arquivos no modo gráfico e muito mais. Conheça as novidades e descubra onde baixar a distro.

Os desenvolvedores do sistema operacional de microkernel aberto Genode OS Framework têm o prazer de anunciar o lançamento da nova versão do sistema operacional Sculpt 20.02, que faz parte do projeto Sculpt que usa a tecnologia baseada em Genode, que está desenvolvendo um sistema operacional de propósito geral que pode ser usado por usuários comuns para realizar tarefas diárias.

Sculpt OS 20.02 lançado com um gerenciador de arquivos no modo gráfico e muito mais
Sculpt OS 20.02 lançado com um gerenciador de arquivos no modo gráfico e muito mais

O Genode fornece uma infraestrutura unificada para criar aplicativos personalizados executados no kernel do Linux (32 e 64 bits) ou no microkernel NOVA (x86 com virtualização), seL4 (x86_32, x86_64, ARM), Muen (x86_64), Fiasco.OC (x86_32, x86_64, ARM), L4ka :: Pistachio (IA32, PowerPC), OKL4, L4 / Fiasco (IA32, AMD64, ARM) e um kernel que é executado diretamente nas plataformas ARM e RISC-V.

O kernel Linux paravirtualizado do L4Linux, que roda em cima do microkernel Fiasco.OC, que faz parte do kernel, permite executar programas Linux regulares no Genode. O kernel L4Linux não funciona diretamente com o computador, mas usa os serviços Genode por meio de um conjunto de controladores virtuais.

O sistema vem com uma interface gráfica Leitzentrale que permite executar tarefas típicas de administração do sistema.

No canto superior esquerdo da interface gráfica, um menu é exibido com ferramentas para gerenciar usuários, conectar unidades e configurar uma conexão de rede.

No centro, há um configurador para o design do sistema de envase, que fornece uma interface gráfica que define o relacionamento entre os componentes do sistema.

O usuário pode remover ou adicionar componentes de forma interativa e arbitrária, determinando a composição do ambiente do sistema ou das máquinas virtuais.

A qualquer momento, o usuário pode alternar para o modo de controle do console, o que fornece maior flexibilidade de gerenciamento. Um desktop tradicional pode ser obtido executando a distribuição TinyCore Linux em uma máquina virtual Linux.

Novidades do Sculpt OS 20.02

Sculpt OS 20.02 lançado com um gerenciador de arquivos no modo gráfico e muito mais

Graças ao trabalho de desenvolvedores experientes do Genode, muitos pacotes de software estão agora disponíveis para a nova versão.

A nova versão do Sculpt OS 20.02 se destaca pela adição de um gerenciador de arquivos que funciona no modo gráfico, bem como o processamento de uma interface interativa para administração (o editor de configuração do sistema).

Outra mudança importante apresentada nesta nova versão é o suporte para desktops virtuais e a otimização do desempenho do monitor da máquina virtual (baseado no VirtualBox).

Também é mencionado que os utilitários para monitorar o desempenho do sistema, o tempo de execução do Unix e os componentes da GUI foram atualizados para melhorar seu desempenho e garantir maior estabilidade.

O lançamento também inclui melhorias introduzidas na atualização de fevereiro da plataforma Genode, como suporte para processadores i.MX ARM de 64 bits e portabilidade do driver de som OpenBSD 6.6 e vários aplicativos e jogos.

Em particular, vale a pena explorar os repositórios de software oferecidos pelo alex-ab, cnuke, skalk.

Baixe e experimente o Sculpt OS 20.02

Para aqueles interessados ​​em poder testar ou instalar esta nova versão, eles podem obter a imagem do sistema no link a seguir. Uma imagem LiveUSB de 26 MB está disponível para download.

A imagem ISO do Sculpt OS 20.02 já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

O código fonte do projeto é distribuído sob a licença AGPLv3. Oferece suporte ao trabalho em sistemas com processadores Intel e gráficos com extensões VT-d e VT-x ativadas.

Para preparar uma memória USB inicializável no Windows, são sugeridas algumas opções.

O primeiro deles é com o Rufus, que é suficiente para baixar o aplicativo, tanto o instalador quanto a versão portátil. Ao executar o aplicativo, devemos conectar a memória USB e selecioná-la em “Dispositivo”

Mais tarde, na “Seleção de inicialização”, vamos selecionar a imagem do sistema e clicar em Iniciar.

A outra opção é com o Win32 Disk Imager em “Arquivo de imagem”, vamos selecionar a imagem do sistema, selecionar nosso dispositivo USB e clicar em “Escrever”.

O que está sendo falado no blog

Categorias Linux, Notícias, Open Source, Software livre Tags , , , , , ,
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.