Sound Open Firmware se tornou um projeto da The Linux Foundation

Confira os detalhes do anunciou que o Sound Open Firmware se tornou um projeto da The Linux Foundation!

A entidade mantenedora do kernel Linux anunciou que o se tornou um projeto da The Linux Foundation. Confira os detalhes dessa mudança e conheça o projeto.


Atualmente o desenvolvimento do Linux é mantido por uma entidade que é formada pelos grandes players do mercado de tecnologia e chamada de The Linux Foundation.
Sound Open Firmware se tornou um projeto da The Linux Foundation
Sound Open Firmware se tornou um projeto da The Linux Foundation

A The Linux Foundation é a organização escolhida pelos principais desenvolvedores e empresas do mundo para construir ecossistemas que acelerem o desenvolvimento de tecnologia aberta e a adoção do setor.

Juntamente com a comunidade mundial de código aberto, está resolvendo os problemas de tecnologia mais difíceis, criando o maior investimento em tecnologia compartilhada da história.

Fundada em 2000, a Linux Foundation hoje fornece ferramentas, treinamentos e eventos para escalar qualquer projeto de código aberto, que juntos gerem um impacto econômico não atingível por qualquer empresa.

Nos últimos anos, a The Linux Foundation fez muitos esforços para adotar, hospedar ou simplesmente suportar projetos cujas trajetórias estão intimamente relacionadas ao Linux.

Um exemplo disso é o que aconteceu com o OpenSSL após o drama de Heartbleed. A fundação decidiu financiar a revisão do nível de segurança necessária por meio de sua Iniciativa de Infraestrutura Básica.

Sound Open Firmware se tornou um projeto da The Linux Foundation

Em uma conferência realizada há uma semana e meia em Portland (Oregon, Estados Unidos), a The Linux Foundation anunciou que o Sound Open Firmware se tornou um projeto da entidade, após ser promovido ao longo de sua história pela Intel, que tem contribuído muito, ambos no nível de código e engenharia.

Conforme explicado no wiki do Projeto ALSA , o Sound Open Firmware é um firmware de Processamento de Sinal Digital (DSP) e um SDK destinado a fornecer uma infraestrutura de áudio genérica e ferramentas de desenvolvimento para a comunidade.

O firmware é licenciado sob BSD e é independente da plataforma e arquitetura, enquanto o SDK e todas as suas ferramentas também são de código aberto. Após a transferência para a The Linux Foundation, tanto a Intel quanto o Google incentivaram outras pessoas a participarem do projeto.

Embora muitos drivers de áudio sejam fornecidos com componentes de código aberto, o firmware sempre permaneceu fechado e enviado como módulos binários. Como resultado, os problemas de firmware costumam ser difíceis de resolver.

Com o SOF, os desenvolvedores e usuários podem depurar e resolver problemas com mais rapidez e otimizar o tamanho e o desempenho adicionando apenas a funcionalidade necessária para seus produtos.

Ele também oferecerá aos desenvolvedores a capacidade de melhorar a segurança avaliando independentemente a qualidade do código.

Qual é o objetivo do Sound Open Firmware (SOF)? Isto é o que a Linux Foundation explica:

Enquanto muitos drivers de áudio vêm com componentes Open Source, o firmware permanece fechado e distribuído em módulos binários. Como resultado, os problemas de firmware costumam ser difíceis de corrigir. Com o SOF, os desenvolvedores e usuários podem depurar e resolver problemas com mais rapidez e otimizar o footprint e o desempenho adicionando apenas a funcionalidade necessária aos seus produtos. Ele também oferecerá aos desenvolvedores a capacidade de melhorar a segurança, avaliando independentemente a qualidade do código. O projeto é o primeiro firmware de áudio totalmente Open Source sob as licenças BSD e MIT. O firmware e os drivers SOF são agnósticos em relação à plataforma e arquitetura.

O driver Sound Open Firmware e o SDK são compostos dos cinco elementos a seguir:

  • O firmware , cujo código é escrito em C com certas partes do assembler para arquiteturas específicas. Não possui links com dependências externas.
  • As ferramentas para converter o firmware de um formato de arquivo ELF em outros formatos que os drivers do kernel podem entender, bem como as ferramentas para ajudar a depurar ao executar imagens de firmware.
  • Drivers de kernel Linux ASOC, que são necessários para registrar o DSP e o firmware como um dispositivo de áudio no kernel e expor PCM, kcontrols, etc. Esse driver também carrega qualquer topologia de dados.
  • O conjunto de ferramentas Crosstool-NG é usado para construir uma cadeia GNU de ferramentas cruzadas que é usada para construir os binários de firmware. Outros compiladores e cadeias de ferramentas também podem ser usados ​​para construir o firmware.
  • Emulador de host e Qemu DSP: O Qemu é usado para oferecer um emulador funcional para rastrear e depurar o driver e o código de firmware do DSP simultaneamente.

O SOF atualmente suporta a arquitetura do conjunto de instruções Cadence Tensilica Xtensa em vários dispositivos baseados na plataforma Intel que possuem DSP de áudio. Além disso, o SOF também pode ser portado para outras arquiteturas de plataforma.

Conheça melhor o Sound Open Firmware

Para saber mais sobre o Sound Open Firmware, clique nesse link.

O que está sendo falado no blog nos últimos dias





blog comments powered by Disqus