Syncthing 1.0 – Finalmente saiu a primeira versão estável

O projeto Syncthing anunciou a primeira versão estável do sistema Syncthing 1.0. Confira as novidades e veja como instalar no Linux!

O projeto Syncthing anunciou a primeira versão estável do sistema Syncthing 1.0. Conheça melhor o software, confira as novidades e veja instalar no Linux.


O Syncthing é um aplicativo gratuito, de código aberto e multiplataforma que permite a organização da sincronização automática de arquivos do usuário em vários dispositivos, resolvendo problemas semelhantes ao sistema proprietário do BitTorrent Sync.
Syncthing 1.0 - Finalmente saiu a primeira versão estável
Syncthing 1.0 – Finalmente saiu a primeira versão estável

Os dados sincronizados não são carregados no armazenamento em nuvem, mas são replicados diretamente entre os sistemas do usuário quando aparecem simultaneamente online usando o protocolo BEP (Block Exchange Protocol), desenvolvido pelo projeto.

O código Syncthing é escrito na linguagem Go e é distribuído sob a licença gratuita MPL. As compilações pré-compiladas estão preparadas para Linux, Android, MacOS, FreeBSD, Dragonfly BSD, NetBSD, OpenBSD e Solaris.

Além de resolver problemas de sincronização de dados entre múltiplos dispositivos de um usuário, com o Syncthing é possível criar grandes redes descentralizadas para armazenar dados compartilhados que são distribuídos entre os sistemas dos participantes.

Syncthing fornece ao usuário controles de acesso flexíveis e exceções de sincronização.

É possível definir hosts que receberão apenas dados, isto é, as alterações de dados nesses hosts não afetarão as instâncias de dados armazenados em outros sistemas.

Vários modos de versionamento de arquivos são suportados, o que preserva as versões anteriores dos dados modificados.

Durante a sincronização, o arquivo é logicamente dividido em blocos, que são uma parte indivisível ao transferir dados entre os sistemas do usuário.

Ao sincronizar com um novo dispositivo, se houver blocos idênticos em vários dispositivos, os blocos são copiados de nós diferentes, por analogia com a operação do sistema BitTorrent.

Quanto mais dispositivos envolvidos na sincronização, mais rápida será a replicação de novos dados devido à paralelização.

No processo de sincronização de arquivos modificados, somente os blocos de dados modificados são transferidos pela rede e, quando o nome é alterado ou os direitos de acesso são alterados, somente os metadados são sincronizados.

Canais de dados são formados usando TLS, todos os nós são autenticados por certificados e identificadores de dispositivos, o SHA-256 é usado para controle de integridade.

Para determinar os nós de sincronização na rede local, o protocolo UPnP pode ser usado, o que não exige a inserção manual dos endereços IP dos dispositivos que estão sendo sincronizados.

Para configuração e monitoramento do sistema, é fornecida uma interface da Web integrada, um cliente CLI e uma GUI do Syncthing-GTK, que também fornece ferramentas de gerenciamento para nós de sincronização e repositórios.

Para simplificar a pesquisa de nós Syncthing, está sendo desenvolvido um servidor de coordenação de detecção de nós, para o qual foi preparada uma imagem Docker pronta.

Novidades do Syncthing 1.0

Após cinco anos da formação da primeira versão experimental, foi preparada a primeira versão estável do sistema Syncthing 1.0.0.

O lançamento marcou o layout do projeto para o uso generalizado e a estabilização de protocolos, que não serão modificados dentro da estrutura da ramificação 1.xx, o que viola a compatibilidade com versões anteriores.

O projeto também mudou para um novo esquema de numeração para releases, que corresponde ao princípio de controle de versão semântica (xyz, onde “x” muda quando a compatibilidade com versões anteriores é violada, “y” indica alterações funcionais significativas e “z” – atualizações corretivas).

Das alterações funcionais adicionadas desde a última versão experimental, há a possibilidade de limitar o número máximo de operações simultâneas de varredura de dados, mostrando o limite de de transferência de dados configurado na interface gráfica e a capacidade de ver arquivos modificados localmente para diretórios sincronizado no modo somente dados.

Para saber mais sobre essa versão do Syncthing, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o Syncthing

Para instalar a versão mais recente do Syncthing nas principais distribuições Linux, use esses tutoriais:
Como instalar o Syncthing no Debian, Ubuntu e derivados
Como instalar a interface Syncthing GTK no Linux via Flatpak

O que está sendo falado no blog

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo



blog comments powered by Disqus