Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Ubuntu MATE 20.10 lançado com MATE 1.24.1, indicadores Ayatana e muito mais

Martin Wimpress anunciou o lançamento do Ubuntu MATE 20.10 com o ambiente MATE 1.24.1 e muito mais. Confira as novidades e descubra onde baixar a distro.

O Ubuntu MATE é uma distribuição Linux de desktop que visa trazer a simplicidade e a elegância do sistema operacional Ubuntu através de um ambiente de desktop clássico e tradicional – o desktop MATE.

MATE é a continuação do ambiente de área de trabalho GNOME 2, que foi usado como área de trabalho padrão do Ubuntu até a 10.10 (quando foi substituído pelo Unity).

O projeto começou sua vida como um “remix” do Ubuntu, mas a partir da versão 15.04, foi formalmente aceito como membro oficial da família Ubuntu de distribuições Linux.

Agora, Ubuntu MATE 20.10 foi lançado com componentes atualizados e vários novos recursos, como parte dos lançamentos da série de sistemas operacionais Ubuntu 20.10.

Novidades do Ubuntu MATE 20.10

Ubuntu MATE 20.10 lançado com MATE 1.24.1, indicadores Ayatana e muito mais
Ubuntu MATE 20.10 lançado com MATE 1.24.1, indicadores Ayatana e muito mais

Continuando com a rodada de lançamento do Groovy Gorilla, é hora de falar sobre o lançamento do Ubuntu MATE 20.10.

Como o resto dos irmãos do mês de outubro de 2020, vem com novidades, mas não tão importantes quanto aquelas lançadas há seis meses ou aquelas que o Ubuntu Budgie 20.10 incluiu, um sabor que foi introduzido em uma extensa lista neste lançamento.

Olhando a nota de lançamento, podemos ver que as mudanças destacadas não atraem muita atenção.

A primeira coisa que Monica Madon e Martin Wimpress, que assinaram a nota, mencionaram é que o Ubuntu MATE 20.10 chega com o MATE 1.24.1.

Mas, embora os bugs tenham sido corrigidos e novos recursos tenham sido adicionados aproveitando este lançamento, eles também nos lembram que aqueles que desejam um lançamento mais seguro, em termos de estabilidade, devem ficar na Fossa Focal que foi lançada agora há seis meses .

Confira os destaques do Ubuntu MATE 20.10 Groovy Gorilla:

  • kernel 5.8.
  • Suportado por 9 meses, até julho de 2021.
  • Mate 1.24.1.
  • Active Directory ou Active Directory, algo que pode ser vinculado desde a instalação do sistema operacional.
  • Há uma mudança interna importante, que são os indicadores Ayana. Eles são um fork dos sinalizadores do Ubuntu que foram inicialmente criados para o GNOME 2.
  • Eles também usam o Artica Greeter.
  • O Cheese foi substituído pelo Webcamoid como o aplicativo de câmera padrão.
  • Suporte para Raspberry Pi 4, mas a imagem será lançada em alguns dias.
  • Aplicativos atualizados para suas versões mais recentes, como o Firefox 81, que em breve será atualizado para v82, LibreOffice 7.0.2, Evolution 3.38 e Celluloid 0.18.
  • Melhorias de segurança.
  • BlueZ 5.55, que, adicionado aos patches do kernel, corrige a falha de segurança do Bluetooth conhecida como BleedingTooth.
  • NetworkManager 1.26.2.

Para saber mais sobre essa versão da distribuição, acesse a nota de lançamento.

Confira os detalhes das novidades dessa atualização nesse outro artigo:

Conheça os novos recursos do Ubuntu 20.10 Groovy Gorilla

Baixe e experimente o Ubuntu MATE 20.10

Se você já usa o sistema, use o tutorial abaixo para atualizá-lo:
Como atualizar para o Ubuntu 20.10 via terminal (server e desktop)

Para novas instalações ou atualizações usando uma mídia, a imagem ISO do Ubuntu MATE 20.10 já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.