Microsoft anunciou o Ubuntu para Windows 10 em ARM

A Microsoft anunciou o Ubuntu para Windows 10 em ARM. Confira mais detalhes dessa novidade!

A Microsoft continua a demonstrar seu afeto pelo Linux (claro, do seu jeito dela), e agora, anunciou o Ubuntu para Windows 10 em ARM. Confira mais detalhes dessa novidade.


WSL, ou Windows Subsytem for Linux é o subsistema para Linux do Windows 10 que permite que você execute algumas das distribuições mais populares, como o Ubuntu, Debian, openSUSE, SLES e Kali Linux.
Microsoft anunciou o Ubuntu para Windows 10 em ARM
Microsoft anunciou o Ubuntu para Windows 10 em ARM

Na prática, o WSL ou Windows Subsystem for Linux, é a arma da Microsoft para levar desenvolvedores e administradores que precisam de recursos do Linux, enquanto usam o Windows.

Por diferentes motivos, alguns usuários e administradores Linux também precisam executar o Windows 10. E, para essas pessoas, o recurso do Windows Subsystem for Linux é bastante conveniente.

Microsoft anunciou o Ubuntu para Windows 10 em ARM

Foi nessa época no ano passado que a Microsoft anunciou que estava trazendo o Ubuntu para a Windows Store (agora a Microsoft Store), junto com outras distribuições Linux.

Se você verificar o aplicativo na Loja agora, verá que ele só funciona em dispositivos em dispositivos x64, o que significa que você não pode executá-lo em nenhum dos novos computadores Windows 10 com processador ARM.

Isso está prestes a mudar embora. Como integrar o Linux no Windows 10 é algo que a Microsoft está levando muito a sério, em uma sessão na conferência de desenvolvedores Build 2018 da Microsoft, hoje chamada de Windows 10 on ARM for Developers, a empresa exibiu o Ubuntu rodando em um PC ARM, com o aplicativo vindo da Microsoft Store.

Aqui, em essência, não há nada de novo, exceto a arquitetura, já que é o mesmo “aplicativo”, só que adaptado para trabalhar em equipamentos com processadores ARM. A medida faz parte da plataforma “sempre conectada”, que a Microsoft criou junto com a Qualcomm.

A notícia coincide com o lançamento de um ARM64 SDK, que anteriormente não estava disponível, apesar de vários haver dispositivos ARM com Windows 10 de 64 bits.

Com a presença do Ubuntu no Windows 10 para ARM, possivelmente, em breve a arquitetura também receberá os outros sistemas Linux que já estão disponíveis para PC’s (x86_64), como os já mencionados Debian, openSUSE, SLES e Kali Linux.

Obviamente, o WSL não tem como alvo o usuário final e não é um substituto para ambientes de produção. Esse recurso procura facilitar o fornecimento de ferramentas usadas na linha de comando (Bash) para execução no mais recente sistema da Microsoft, ou seja, seu público-alvo são os desenvolvedores.

Até agora, o Ubuntu na Microsoft Store ainda é mostrado como suportando apenas x64, mas a variante ARM64 deverá estar disponível em breve.

de Nota agora interage melhor com de sistemas Unix

Além dessa novidade, e como curiosidade, a Microsoft também anunciou que corrigiu o Bloco de (Notepad no Windows) para suportar e finalmente acabar com o problema da diferença de arquivos de texto criados em sistema com Linux, MacOS e outros SO’s baseados em Unix, adicionando suporte a quebras de linha.

Essa pequena diferença fazia com que a edição no Bloco de notas de arquivos de texto criados em sistemas que não usavam o padrão do Windows detonasse o documento.

Embora pareça bobo, é um detalhe pequeno, mas muito importante, que facilitará a coexistência do Windows com outros sistemas operacionais.

E se levarmos em conta que o Notepad foi incluído no Windows em 1985, os usuários dos sistemas Unix e Unix tiveram que esperar 33 anos para receber essa compatibilidade.

O que está sendo falado no blog



blog comments powered by Disqus