WhatsApp está sob pressão para criar backdoor para expor conversas

Tudo indica que o WhatsApp está sob pressão para criar backdoor para expor conversas de usuários na Índia!

De acordo com o site Softpedia, o está sob pressão para criar backdoor para expor conversas de usuários na Índia. Confira o detalhes e entenda.


As mensagens no WhatsApp são criptografadas por padrão, o que significa que elas não podem ser acessadas por terceiros.
WhatsApp está sob pressão para criar backdoor para expor conversas
WhatsApp está sob pressão para criar backdoor para expor conversas

O Facebook (atual dono do WhatsApp) já se recusou a fornecer um método para acessar mensagens privadas, com um porta-voz do WhatsApp apontando que tal abordagem seria contra o conceito que alimenta o serviço de mensagens em primeiro lugar.

Entretanto, Gopalakrishnan S., um alto funcionário do Ministério da Eletrônica e Tecnologia da Informação indiano, disse à Bloomberg que serviços como o WhatsApp, que a gigante de mídia social americana possui, estão sendo usados ​​para atividades criminosas como espalhar conteúdo de abuso infantil, e a única maneira de impedir que isso aconteça é fornecer à lei o acesso às mensagens.

WhatsApp está sob pressão para criar backdoor para expor conversas de usuários na Índia

Sim, o Facebook está sob pressão novamente na Índia, já que o governo local quer que a empresa ofereça uma maneira de acessar mensagens privadas na tentativa de combater o crime.

Sobre isso, Gopalakrishnan disse o seguinte:

“Não nos importamos com o bom dia e as mensagens de divórcio que são compartilhadas, só queremos rastreabilidade para prevenir ou detectar crimes.”

Em resposta, Carl Woog porta-voz do WhatsApp explicou:

“O que é contemplado pelas regras não é possível hoje, dada a criptografia end-to-end que fornecemos, e exigiria que nós remodelássemos o WhatsApp, levando-nos a um produto diferente, que não seria fundamentalmente privado.”

Enquanto a Índia acredita que a única maneira de impedir os criminosos é acompanhar as conversas dos usuários no WhatsApp, a empresa de mídia social diz que tem uma briga por conta própria contra atividades ilegais em sua plataforma.

Nada menos que 250.000 contas são banidas por mês no WhatsApp, apenas porque elas compartilham conteúdo ilegal. A empresa, no entanto, não revelou como detecta as mensagens infratoras.

Sobre esse detalhe, Woog apenas explicou que:

“Proibimos os usuários do WhatsApp se soubermos que eles estão compartilhando conteúdo que explora ou põe em risco crianças.”

Gopalakrishnan alerta que serviços como o WhatsApp permitem que criminosos compartilhem contatos sem serem pegos.

E complementou:

“Durante seis meses, temos dito a eles para trazer mais responsabilidade à sua plataforma, mas o que eles fizeram? Assim, os pedófilos podem fazer o WhatsApp totalmente seguro de que não serão pegos. É absolutamente Ruin.”

Outros serviços, incluindo o Twitter, podem ser alvo de novas regras propostas pelas autoridades indianas e solicitar que as empresas de Internet forneçam acesso a conversas privadas.

Enquanto isso, o Facebook está trabalhando na adição de criptografia padrão nas mensagens enviadas no e no Instagram.

O que está sendo falado no blog

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo


blog comments powered by Disqus