Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Windows 10 acabará se tornando uma camada de emulação no Linux, diz Eric Raymond

Segundo o famoso hacker Eric Raymond, o Windows 10 acabará se tornando uma camada de emulação no Linux. Confira os detalhes dessa polêmica afirmação.

Eric S. Raymond é um velho conhecido no mundo do hacking e do código aberto. Embora ele quisesse participar do desenvolvimento do kernel Linux e seu código tenha sido rejeitado, não devemos esquecer que ele é o criador de obras como “A Catedral e o Bazar”.

E hoje não é novidade para nada disso, mas para algumas declarações que ele fez recentemente sobre o Windows 10 e o Linux.

Você já conhece o WSL (Windows Subsystem for Linux), ou seja, a camada de compatibilidade desenvolvida pela Microsoft para poder rodar software Linux nativamente no Windows 10 e Windows Server 2019.

Um projeto baseado no subsistema Windows para Android conhecido como Projeto Astoria para Windows Mobile. Este projeto evoluiu e atualmente suporta até aplicativos gráficos…

Bem, Eric S. Raymond basicamente pensa que haverá algum tipo de “LSW” ou Linux Subsystem for Windows. Ou seja, Eric Raymond diz que o Windows 10 acabará sendo uma camada de emulação no Linux.

Windows 10 acabará se tornando uma camada de emulação no Linux, diz Eric Raymond

Windows 10 acabará se tornando uma camada de emulação no Linux, diz Eric Raymond
Windows 10 acabará se tornando uma camada de emulação no Linux, diz Eric Raymond

Sim. Ele fala de uma camada de compatibilidade com a qual executar o software nativo do Microsoft Windows no kernel do Linux. Algo que já foi planejado com o Wine, mas integrado no próprio kernel como WSL.

Eric S. Raymond acha que não demorará muito para que isso aconteça. Em 2002, ele disse que o Windows não seria um motor de lucro confiável para a Microsoft, uma vez que os preços caíssem abaixo de US$ 350 e agora ele vê uma vitória para o Linux, como postou em seu blog:

“Os desenvolvedores da Microsoft agora estão instalando recursos no kernel do Linux para melhorar o WSL. E isso aponta para uma direção técnica fascinante. O que acontece com os jogos é que eles são o teste de estresse mais exigente possível para uma camada de emulação do Windows, muito mais do que o software comercial. Podemos já estar em um ponto em que a tecnologia semelhante ao Proton é boa o suficiente para executar o software comercial do Windows no Linux. Se não, estaremos em breve. Os fornecedores de software de terceiros param de distribuir binários do Windows em favor dos binários ELF com uma API Linux pura… e o Linux finalmente vence a guerra do desktop, não substituindo o Windows, mas assumindo o controle. Talvez seja sempre assim que tem que ser.”

Você já sabe que Eric S. Raymond às vezes é muito controverso em seus pensamentos, então você pode ser o único a julgar se ele está certo ou não, já que alguns outros especialistas pensam o contrário, e isso é que o WSL poderia tirar do Linux …

Uma parte do que ele diz já existe, embora não seja como ele falou. Mas um bom exemplo dessa ideia saiu recentemente aqui no Blog, trata-se do DSL, uma camada de compatibilidade que permite rodar apps do antigo DOS da Microsoft.
Desenvolvedor criou um DOS Subsystem For Linux (DSL)

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.