Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Wine 6 lançado oficialmente com Vulkan Backend para WineD3D

O projeto Wine lançou o Wine 6 com Vulkan Backend para WineD3D e mais. Confira as novidades e veja como instalar ou atualizar.

O Wine (Wine Is Not an Emulator, ou Wine não é um emulador) é um software livre e de código aberto, que tem como objetivo permitir que os aplicativos desenvolvidos para Microsoft Windows possam ser executados no Linux, Mac, FreeBSD e Solaris.

Sendo um pouco mais técnico, o Wine é uma camada de compatibilidade que traduz as chamadas do sistema Windows para o Linux e usa algumas bibliotecas do Windows, na forma de arquivos .dll.

Por conta disso, esse programa é muito importante para ex-usuários do sistema operacional Windows ou para qualquer pessoa que ainda precisa usar os aplicativos desse sistema no Linux.

Agora, a equipe de desenvolvimento do Wine lançou a série final do Wine 6. Após um ano em construção, o Wine 6.0 está aqui para fornecer aos usuários Linux um suporte muito aprimorado para executar aplicativos Windows e gams em suas amadas distribuições.

Novidades do Wine 6

Wine 6 lançado oficialmente com Vulkan Backend para WineD3D
Wine 6 lançado oficialmente com Vulkan Backend para WineD3D

Mudanças importantes, incluindo suporte para módulos centrais no formato PE, backend Vulkan para WineD3D, suporte para DirectShow e Media Foundation, bem como console de texto renovado.

Os destaques do Wine 6.0 incluem novos recursos do Direct3D 11, como estados de mistura por destino de renderização, mistura de fonte dupla e máscaras de amostra anti-aliasing multi-sample, suporte para multi-samples Direct3D 9 alfa-para-cobertura, suporte para mais placas gráficas e drivers gráficos mais recentes, bem como suporte para o driver Vulkan 1.2.162.

A biblioteca libUSB agora está sendo usada para implementar o driver USB e a biblioteca VkD3D-Shader para traduzir sombreadores Direct3D para sombreadores SPIR-V para o renderizador WineD3D Vulkan.

O mecanismo Mono também foi atualizado nesta versão para a versão 5.1.1 para oferecer melhor suporte aos aplicativos .NET.

Ele também suporta um novo compilador LLVM-MinGW para compilação cruzada PE, implementa uma nova opção /v para permitir que o WineCfg consulte e modifique a versão configurada do Windows através da linha de comando, adiciona suporte para pesquisar vários arquivos através de uma nova ferramenta FIND, e suporte para exibir o nome de usuário atual por meio de uma nova ferramenta WHOAMI.

Em termos de segurança, o Wine 6.0 implementa e habilita por padrão o provedor de criptografia DSSENH (Assinaturas digitais) e adiciona suporte para algoritmos adicionais na biblioteca BCrypt, incluindo a cifra 3DES e as chaves DSA.

O suporte à rede também foi aprimorado nesta versão principal, graças à implementação da API WebSocket e do driver de rede NDIS, a elevação do mecanismo Gecko para a versão 2.47.2 e melhor suporte a LDAP e Active Directory Service.

Outros recursos dignos de nota incluem notificações de dispositivo Plug & Play, suporte XRandR 1.4 para recuperar configurações de exibição, suporte a Unicode 13.0, modo de compatibilidade de versão do Windows para relatar novas versões do Windows para aplicativos e muito mais,

Para saber mais sobre essa versão do WINE, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o Wine

Os usuários interessados ​​já podem instalar o WINE a partir do código-fonte, disponível neste e neste outro endereço, ou nos binários que podem ser baixados aqui.

No link onde podemos baixar os binários, também há informações para adicionar o repositório oficial do projeto para receber esta e outras atualizações futuras assim que estiverem prontas para sistemas como Ubuntu/Debian ou Fedora, mas também para Android e macOS.

Para instalar a versão de desenvolvimento do Wine (instável), use esse tutorial:
Experimente os novos recursos do Wine mais rápido com Wine Staging no Ubuntu, Debian, Mint e Fedora

Para instalar o Wine estável, use esse tutorial:
Como instalar a versão mais recente do Wine

Para instalar a versão mais recente do Wine nas principais distribuições Linux, use esse tutorial:
Como instalar a versão mais recente do Wine no Linux
Como instalar o Wine no Fedora, CentOS, RHEL e derivadosComo instalar a versão mais recente do Wine no Ubuntu, Debian e derivados
Veja como instalar o Wine no Ubuntu 18.04 LTS ou superior e derivados

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.