Rapido, né? Oracle já anunciou a disponibilidade do JDK 10!

Confira alguns aspectos do anúncio do JDK 10!

Apenas seis meses após o lançamento do Java 9, o JDK 10 foi anunciado esta semana, o que dá o sinal inicial para o que poderíamos chamar de Java 10. Confira alguns aspectos desse anúncio.


Parece que a Oracle dará outro ritmo ao desenvolvimento do Java, publicando novas versões em períodos de tempo mais curtos.
Rapido, né? Oracle já anunciou a disponibilidade do JDK 10!
Rapido, né? Oracle já anunciou a disponibilidade do JDK 10!

Java é uma tecnologia cuja trajetória está intimamente ligada ao Linux quando usada em ambientes de servidores. Ela também está presente no desktop, embora, nesse caso, nem sempre seja tão

Novidades do JDK 10

Do Java 10, os seguintes recursos podem ser destacados:

  • Inferência do tipo de variável local: Aprimora a linguagem Java para estender a inferência de tipos para declarações de variáveis ​​locais com inicializadores;
  • GC Paralelo Completo para G1: Melhora as latências de G1 no pior dos casos, tornando todo o GC paralelo;
  • Compartilhamento de Classes de Dados do Aplicativo: Otimiza os tempos de início e de pegada estendendo o recurso de compartilhamento de Classes de Dados para permitir que as classes de um aplicativo sejam colocadas no arquivo compartilhado;
  • Compilador JIT baseado em Java experimental: Habilitando o compilador Java JIT, Graal, que pode ser usado um compilador JIT experimental em ambientes Linux de 64 bits.
  • Além dessas quatro principais novidades, a Oracle também anunciou outras 8 novas melhorias importantes incluídas no JDK 10:

  • Consolidação do JDK Forest em um único repositório: Combine os numerosos repositórios do JDK Forest em um para simplificar e otimizar o desenvolvimento;
  • Interface do Coletor de Lixo: Melhora o isolamento do código-fonte de diferentes coletores de lixo, introduzindo uma interface limpa do coletor de lixo;
  • Estabelecimentos de comunicação de thread local: introduz uma maneira de executar um retorno de chamada em encadeamentos sem criar um ponto seguro global da máquina virtual. Torna possível e simples interromper segmentos individuais, não obrigando, a partir de agora, a parar todos os threads ou nenhum;
  • Remoção da ferramenta geradora de cabeçalho nativa: A ferramenta “javah” do JDK pode ser removida, uma vez que foi substituída por uma funcionalidade superior em “javac” (o compilador Java);
  • Extensões adicionais de tags de idioma em Unicode: melhore “java.util.Locale” e as APIs relacionadas para implementar extensões Unicode adicionais das tags de linguagem BCP 47;
  • Mound Allocation em dispositivos de memória alternativa: permite que a máquina virtual HotSpot aloque um monte de objetos Java para um dispositivo de memória alternativo, como um NV-DIMM especificado pelo usuário;
  • Certificados raiz: fornece um conjunto de certificados raiz padrão das autoridades no JDK;
  • Versões de versões baseadas no tempo: Verifique o esquema da cadeia de versões do Java SE Platform e do JDK, além das informações sobre as versões relacionadas, para modelos de lançamento baseados no tempo presente e futuro.
  • Depois de destacar o mais interessante incluído no JDK 10, vale lembrar que essa tecnologia veterana cobre muitas coisas. Por isso, é recomendável dar uma olhada na nota de lançamento para aqueles que estão interessados ​​em conhecer todos os detalhes desta versão.

    Se as datas planejadas forem cumpridas, o JDK 11 aparecerá em setembro deste ano, e se a Oracle estiver em conformidade com seu roteiro, deverá ter entre suas principais mudanças a separação do JavaFX do JDK.

    Fique de olho no Blog, que quando aparecer alguma novidade sobre o assunto, publicarei um artigo ou atualização deste.

    Conheça melhor o JDK 10

    Para saber mais sobre JDK 10, acesse a nota de lançamento.

    Conheça melhor o JDK 10

    O que está sendo falado no blog nos últimos dias





    blog comments powered by Disqus