Como instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux

Quer usar o Facebook Messenger no PC e o Messenger for Desktop não serviu? veja como instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux!

Se você quer usar o no desktop de seu sistema e o Messenger for Desktop não serviu, veja como instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux.

Não há dúvida de que o Facebook é uma das plataformas de redes sociais mais populares e dinâmicas na era moderna da Internet.

Como instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux
Como instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux

Essa empresa revolucionou a tecnologia, redes sociais e o futuro de como vivemos e interagimos.

Com o Facebook, podemos nos conectar, nos comunicar, compartilhar instantaneamente nossas memórias, fotos, arquivos e até mesmo dinheiro para qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo.

Mesmo que o Facebook tenha seu próprio oficial, alguns entusiastas e desenvolvedores de tecnologia estão desenvolvendo aplicativos alternativos e ricos em recursos para se comunicar com seus amigos.

Um bom exemplo disso é o Caprine, um aplicativo de desktop gratuito, elegante, open source e não oficial do Facebook messenger, construído com base no framework Electron.

Caprine vem com muitos recursos úteis que você não pode encontrar no aplicativo oficial do Facebook. Algumas das características notáveis ​​são;

  • Privacidade focada. Você pode ocultar seus últimos indicadores vistos e de digitação;
  • Responsivo. A interface se adapta quando redimensionada para um tamanho pequeno;
  • Utiliza notificações do desktop;
  • Modo escuro;
  • Permite alternar entre conversas usando teclas de atalho;
  • Suporte a copiar/colar de imagem. Também pode evitar copiar/colar acidentais;
  • Evita o rastreamento de links. Isso significa que os links que você clicar não serão rastreados pelo Facebook;
  • Atualiza automaticamente quando uma nova versão está disponível;
  • Multiplataforma. Está disponível para Linux, Mac OS e Windows;
  • E muitos.

Como instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux

Como instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (No Unity, use o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome caprine.appimage:

wget https://github.com/sindresorhus/caprine/releases/download/v2.36.0/caprine-2.36.0-x86_64.AppImage -O caprine.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x caprine.appimage

Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./caprine.appimage

Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Quando o programa aparecer na sua tela, você verá a página de login da social. Digite seu nome de usuário e senha do Facebook e clique em “Continue” (Continuar).

Como instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux

Pronto! Comece a conversar com seus contatos.

Veja também

Como instalar um Facebook Messenger no Linux com o Messenger for Desktop
Como instalar um Facebook Messenger no Linux Ubuntu, Fedora, openSUSE e derivados

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo