Fedora 32 irá ativar o suporte ao FSTRIM por padrão

Confira os detalhes do anúncio de que o Fedora 32 irá ativar o suporte ao FSTRIM Por padrão!

Para ajudar no desempenho e no nível de desgaste no armazenamento de cartões NVMe, SSD e SD, finalmente, o Fedora 32 irá o ao FSTRIM Por padrão.

Em dezembro, havia a proposta de finalmente ativar o FSTRIM por padrão para o Fedora 32, beneficiando o armazenamento em mídias de estado sólido (SSD).

Fedora 32 irá ativar o suporte ao FSTRIM por padrão
Fedora 32 irá ativar o suporte ao FSTRIM por padrão

Agora, a aprovação formal foi dada pelo Fedora Engineering and Steering Committee (Comitê de Engenharia e Direção do Fedora) para prosseguir com esta mudança há muito esperada.

Fedora 32 irá ativar o suporte ao FSTRIM por padrão

A mudança é ativar a unidade systemd fstrim.timer por padrão para executar o FSTRIM semanalmente nos sistemas de EXT4/XFS/Btrfs/F2FS em execução em dispositivos de armazenamento baseados em flash.

Acontece que com o tempo, alguns usuários experimentam lentidão em determinados dispositivos de armazenamento flash. Isso pode ser aliviado com a emissão de um comando fstrim periódico no sistema de arquivos montado.

O FSTRIM é usado para notificar os dispositivos de armazenamento subjacentes sobre blocos não utilizados para nivelamento de desgaste e manuseio mais eficiente. Obviamente que dispositivos e sistemas de arquivos que não suportam fstrim não são afetados.

As versões existentes do Fedora podem ativar o suporte via systemctl enable fstrim.timer. Ao iniciar o lançamento do Fedora 32 em abril deste ano, ele será ativado por padrão.

Ao ativar o arquivo da unidade systemd fstrim.timer existente por padrão, causará a execução semanal do fstrim.service. Este serviço atua apenas em sistemas de arquivos montados listados no fstab.

No hardware suportado (por exemplo, a maioria das unidades SD Card, SSD e NVMe), armazenamento thin provisionado LVM e sistemas de arquivos (por exemplo, ext4, XFS, Btrfs, f2fs, VFAT), o fstrim informará o firmware do dispositivo de armazenamento físico subjacente sobre blocos não utilizados.

Essa dica pode tornar o nivelamento de desgaste e a eliminação de blocos mais eficientes.

Alguns dispositivos não suportam “queued trim” (ajuste na fila)” e pode haver uma breve pausa (segundos), pois o firmware da unidade atua na emissão do comando. É esperado que a maioria dos usuários não perceba isso.

O FSTRIM recebeu aprovação na reunião da segunda-feira (13/01/2020) do FESCO, juntamente com a alteração do uso de alternativas de atualização em cc e c para facilitar a inclusão de compiladores alternativos.

Ao que tudo indica, o Fedora 32 está se preparando para ser outro grande lançamento. Fiquem de olho nas novidades!

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo