KaOS 2019.10 lançado com o ambiente KDE Plasma 5.17 e mais

Confira as novidades do lançamento do KaOS 2019.10 e descubra onde baixar essa distribuição!

A equipe do publicou um novo instantâneo do sistema, o . Confira as novidades e descubra onde baixar essa .

O KaOS é uma distribuição Linux de desktop que apresenta a versão mais recente do ambiente de desktop KDE, o pacote de escritório Calligra e outros aplicativos de software populares que usam o kit de ferramentas Qt.

KaOS 2019.10 lançado com o ambiente KDE Plasma 5.17 e mais
KaOS 2019.10 lançado com o ambiente KDE Plasma 5.17 e mais

Esse sistema foi inspirado no Arch Linux, mas os desenvolvedores constroem seus próprios pacotes, disponíveis em repositórios internos.

O KaOS emprega um modelo de desenvolvimento de contínuo (rolling-release, instale uma vez e só atualize) e é desenvolvido exclusivamente para sistemas de computadores de 64 bits.

Agora, a equipe do KaOS publicou um novo instantâneo do seu sistema, o KaOS 2019.10.

Novidades do KaOS 2019.10

Nesta versão, o projeto está removendo pacotes Python 2 e está publicando pacotes de ponta para o KDE Plasma 5.17.

As principais atualizações mais notáveis ​​da base do sistema são GCC 9.2.0, Glibc 2.30, Systemd 243, Bison 3.4.2, Python3 3.7.5, Linux 5.3.8, Protobuf 3.9.2, Mesa 19.2.2, NetworkManager 1.20. 4, FFMPEG 4.2.1, Nano 4.5 e GStreamer 1.16.1.

Dentre grandes mudanças para esta versão, provavelmente a maior novidade desta versão é a primeira vez que a instalação padrão é a Python2 free.

O Python2 será depreciado até o final deste ano, portanto é hora de preparar a distribuição para essa mudança. Os repositórios ainda contêm pacotes Python2, mas eles também estão sendo eliminados.

A próxima mudança é uma nova Toolchain baseada no GCC 9.2.0/Glibc 2.30.

Normalmente, o KaOS fica cerca de um ano atrás das principais versões novas do GCC, mas as mudanças entre 8 e 9 não são tão grandes quanto o normal e todos os repositórios alcançaram o GCC 9, portanto, ele está disponível seis meses após o lançamento inicial.

Uma grande parte do repositório principal foi reconstruída neste novo Toolchain, além de todas as pilhas Glib2 e Boost terem sido atualizadas.

Isso significava mudar para o Glib2 2.62.2, Boost 1.71.0, Gobject-Introspection 1.6.20 entre os muitos que foram movidos para a versão mais recente.

Agora, o Systemd também está disponível na versão mais recente, 243.

Essa versão traz o Plasma 5.17. Os destaques do Plasma 5.17 incluem scripts de inicialização que foram convertidos do Bash (uma linguagem lenta e interpretada) para C++ (uma linguagem rápida e compilada) e agora executados de forma assíncrona.

Night Color, o sistema de classificação de cores que relaxa os olhos quando o sol se põe, chegou ao X11.

Para Wayland, o plasma agora vem com escala fracionada, o que significa que você pode ajustar perfeitamente o tamanho de todos os elementos, janelas, fontes e painéis da área de trabalho no seu monitor HiDPI.

A própria interface foi revisada em geral, e as interfaces de usuário para as caixas de diálogo de configuração Displays, Energia, Atividades, Inicialização, Efeitos da área de trabalho, Bloqueio de tela, Bordas da tela, Tela sensível ao toque e Comportamento da janela foram aprimoradas e atualizadas.

O Frameworks está em 5.63.0, o Plasma em 5.17.2 e o KDE Applications em 19.08.2. Tudo construído no Qt 5.13.1.

A Nvidia não livre ganhou um novo recurso completo, não precisando mais do Bumblebee para sistemas híbridos.

Agora, também pode usar o PRIME, assim como os sistemas híbridos Nouveau e AmdGPU (gratuitos).

Para isso, o Nvidia-utils 435 possui o suporte GLVND totalmente ativado, mas o Xorg-Server precisará incluir 3 confirmações necessárias para incluir o Nvidia PRIME, programado para ser incluído no Xorg-Server 1.20.6.

Por fim, o Libarchive ganhou suporte ao ZSTD, um recurso necessário para as próximas mudanças do Pacman.

Para saber mais sobre essa versão da distribuição, acesse a nota de lançamento.

Baixe e experimente o KaOS 2019.10

Como esta é uma distro rolling-release, os atuais usuários do sistema só precisão atualizá-lo.

E para aqueles que precisam ou preferem uma instalação a partir do zero, a imagem ISO do KaOS 2019.10 já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

O que está sendo falado no blog

No Post found.

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo