Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

LFPH está preparando o primeiro passaporte internacional de COVID-19

A LFPH está preparando o primeiro passaporte internacional de COVID-19 para ajudara na reabertura segura das fronteiras. Entenda!

A Linux Foundation Public Health anunciou há vários dias sua intenção de lançar uma iniciativa para permitir a verificação interoperável e confiável de certificados COVID, já que nos últimos meses eles estudaram casos de governos que começaram a projetar e implementar sistemas de certificados COVID, incluindo o Certificado Digital COVID da UE (anteriormente o Certificado Digital Verde da UE).

O mundo inteiro luta contra o coronavírus há um ano e meio, situação de saúde que já causou a perda de quase 4 milhões de vidas. Nesse contexto, as vacinas têm dado muita esperança para controlar a pandemia, ou mesmo fazê-la desaparecer.

Muitos pensaram que a maioria das pessoas seria vacinada, mas as descobertas são bastante decepcionantes em comparação com as expectativas.

Isso se deve em parte à escassez em muitos países, mas também à desinformação e à paranóia sobre essas vacinas. Mesmo nos círculos mais elevados de intelectuais, você pode encontrar pessoas que argumentam que as vacinas se destinam a implementar programas ruins.

Por meio de discussões e estudos, eles mencionam que identificaram dois desafios críticos, dos quais o principal é a falta de uma arquitetura de confiança global, um sistema que os verificadores em uma jurisdição podem usar para tomar uma decisão sobre aceitar ou não um certificado assinado por outra jurisdição.

“Ainda há muitas dúvidas que os formuladores de políticas governamentais e equipes de tecnologia têm sobre como construir e gerenciar sistemas de certificado COVID, já que as ofertas de fornecedores neste espaço ainda são muito novas e os padrões ainda estão sendo finalizados.”

Diante de tudo isso, a Linux Foundation Public Health (LFPN) já está trabalhando na Rede Global de Certificados COVID, uma espécie de registro confiável que ajudará a testar o status da vacina.

LFPH está preparando o primeiro passaporte internacional de COVID-19

LFPH está preparando o primeiro passaporte internacional de COVID-19
LFPH está preparando o primeiro passaporte internacional de COVID-19

Esta Rede de Certificados COVID Global (GCCN) é faturada como “uma iniciativa para permitir a verificação interoperável e confiável de certificados COVID entre jurisdições para a reabertura segura das fronteiras”.

Organizações, governos, desenvolvedores e muitos outros trabalharão com a fundação para criar uma rede e protocolo de registro global confiável que facilitará a verificação da validade de diferentes certificados de vacinação emitidos por diferentes países. Este é um passaporte internacional Covid-19.

Como explica Brian Behlendorf, CEO da Linux Foundation for Blockchain, Health and Identity, o GCCN é vital, porque “a primeira onda de aplicativos para demonstrar seu status COVID falhou em mostrar essa prova além de um único estado ou uma única nação”.

O GCCN resolverá este problema “respeitando o alto nível de confidencialidade e integridade”.

Além disso, o LFPH está sendo construído em parte para ser compatível com o Certificado COVID digital da UE, ainda é mencionado que uma arquitetura de confiança global e ferramentas prontas para implementar ainda são necessárias para construir sistemas compatíveis em outros países é uma barreira real para reabrir com segurança as fronteiras entre os países da UE e países terceiros.

“Vamos estabelecer uma rede global de registros confiáveis, um diretório de registros pares confiáveis. Por meio do diretório, governos e alianças da indústria poderão pesquisar outros registros de alianças ou fundos governamentais e decidir com base nas informações fornecidas se aceitam seus certificados. Eles também poderão publicar seus próprios indicadores em listas de seus próprios emissores autorizados, para aceitação de outros países.”

O LFPH também está seguindo o Plano de Interoperabilidade Good Health Pass Collaborative (GHPC), esta é uma coalizão da indústria que definiu os princípios e padrões dos certificados COVID.

“Começaremos com uma estrutura de governança leve para os pares do conselho. Com o tempo, os pares participantes desenvolverão o modelo de governança, definindo a evolução futura do serviço.”

Por fim, se você tiver interesse em saber mais sobre a nota, pode consultar a publicação original no seguinte endereço.

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.