Microsoft e a Warner Bros conseguiram armazenar o filme original do Superman em um disco de vidro

Confira os detalhesdo anúncio de que a Microsoft e a Warner Bros conseguiram armazenar o filme original do Superman em um disco de vidro!

Numa estranha parceria, a e a Warner Bros conseguiram armazenar o filme do Superman em um de . Confira os detalhes e entenda!

O filme Superman de é um marco na história do cinema. O que ninguém imaginaria é que um diz ele pudesse unir a Microsoft e a Warner Bros, duas empresa de diferentes mercados.

Microsoft e a Warner Bros conseguiram armazenar o filme original do Superman em um disco de vidro
Microsoft e a Warner Bros conseguiram armazenar o filme original do Superman em um disco de vidro

Estranhamente, Nesta semana, a Microsoft e a Warner Bros assinaram um acordo para desenvolver um novo tipo de armazenamento.

Microsoft e a Warner Bros conseguiram armazenar o filme original do Superman em um disco de vidro

Esse novo tipo de armazenamento foi lançado com uma cópia completa do filme original do Superman de 1978 em um dispositivo de vidro com as seguintes dimensões (75 x 75 x 2 mm).

No filme Superman de 1978, o herói acessa as mensagens deixadas por seu pai armazenadas em cristais armazenados na Fortaleza da Solidão no Ártico.

Talvez seja por isso que a Microsoft, em parceria com a Warner Bros, tenha escolhido este filme para demonstrar uma nova tecnologia de armazenamento chamada “Silica Project”, uma referência à matéria-prima do vidro.

Este dispositivo de vidro é feito de quartzo comum e contém 75,6 GB de dados. A Microsoft revelou que foi fervida, cozida e raspada para testar sua resistência.

O projeto de pesquisa, Projeto Sílica, foi desenvolvido para armazenamento e preservação de dados.

A divisão da empresa Microsoft especializada em pesquisa em computadores, também conhecida como Microsoft Research, está no centro desse “novo dispositivo de armazenamento a frio” de vidro que faz parte de um grande investimento do grupo no desenvolvimento de uma tecnologia de armazenamento que no futuro poderia ser integrado à sua plataforma Azure.

A empresa explicou que eles usavam lasers infravermelhos para codificar dados em “voxels”, um equivalente tridimensional dos pixels de nossas telas habituais.

Os dados são armazenados em vidro e os algoritmos de aprendizado de máquina podem decodificar padrões para ler dados.

A Microsoft ainda está desenvolvendo essa tecnologia e publicou recentemente novos trabalhos de pesquisa sobre o projeto Silica.

Por enquanto, o processo desenvolvido pela Microsoft é caro e complexo.

No entanto, os pesquisadores da empresa estão tentando acelerar e reduzir os custos envolvidos.

em comunicado, Mark Russinovich, diretor de tecnologia do Microsoft Azure, disse:

“Armazenar o filme inteiro ‘Super-homem’ em vidro e poder lê-lo com sucesso é um marco importante. Não digo que todas as perguntas tenham sido completamente respondidas, mas parece que agora estamos em uma fase em que estamos trabalhando no refinamento e na experimentação, em vez de fazer a pergunta: podemos fazer isso?”

Já Vicky Colf, diretor de tecnologia da Warner Bros, disse o seguinte sobre a tecnologia:

“Se funcionar para nós, acreditamos firmemente que será uma vantagem para quem deseja preservar e arquivar conteúdo.”

Esse é um desafio de armazenamento há décadas. As fotos desaparecem com o tempo, livros apodrecem e até CDs e discos rígidos não são os melhores lugares para armazenar nossas memórias digitais.

A pesquisa tentou solucionar esse problema por pelo menos cinco anos e a Microsoft certamente não é a primeira a desenvolver armazenamento em disco de vidro.

Estudos anteriores mostraram que o armazenamento de vidro oferece propriedades interessantes de armazenamento com estabilidade térmica de até 1000 ° C, uma vida praticamente ilimitada a uma certa temperatura (13,8 bilhões de anos a 190 ° C) e até 360 TB/disco.

Como uma forma de memória portátil muito estável e segura, a tecnologia pode ser muito útil para organizações com grandes arquivos, como arquivos nacionais, museus e bibliotecas, para armazenar suas informações e arquivos.

A tecnologia foi demonstrada experimentalmente pela primeira vez em 2013, quando uma cópia digital de um arquivo de texto de 300 kb foi gravada com sucesso em 5D.

O forte suporte da Microsoft a essa tecnologia significa que as empresas podem levar a sério esse novo processo de armazenamento para suas necessidades mais complexas.

Note-se que, como parte de sua de armazenar permanentemente seus ativos digitais e manter o conteúdo digital produzido, a empresa de entretenimento Warner Bros está atualmente criando várias cópias desses trabalhos para arquivamento, algumas delas convertendo uma cópia digital em Filme analógico e divida-o em três componentes coloridos para transferir cada um para negativos em preto e branco que não desaparecem como os filmes coloridos.

Fonte

O que está sendo falado no blog

No Post found.

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo