Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Midnight Commander 4.8.24 foi lançado com correções e novos recursos

E foi lançado o Midnight Commander 4.8.24 com correções de erros e novos recursos. Confira as novidades e veja como instalar no Linux.

Midnight Commander é um gerenciador de arquivos para sistemas Unix (embora também exista para a plataforma Windows) e é um clone do Norton Commander. Ele é um aplicativo que funciona em modo de texto e sua tela principal consiste em dois painéis nos quais o sistema de arquivos é exibido.

Midnight Commander 4.8.24 foi lançado com correções e novos recursos
Midnight Commander 4.8.24 foi lançado com correções e novos recursos

Ele é usado de maneira semelhante a outros aplicativos executados no shell do Unix ou na interface de comando. As teclas do cursor permitem rolar pelos arquivos, a tecla Insert é usada para selecionar arquivos e as teclas de função executam tarefas como excluir, renomear, editar, copiar arquivos, etc. Embora o Midnight Commander também inclua suporte para o mouse para facilitar o manuseio do aplicativo.

O Midnight Commander possui recursos como a capacidade de explorar o conteúdo de arquivos RPM, trabalhar com formatos de arquivo comuns como se fossem um diretório simples. Ele inclui um gerenciador de transferência FTP ou cliente de protocolo FISH e também inclui um editor chamado mcedit.

O Mcedit é um executável independente, que também pode ser usado independentemente do Midnight Commander.

Esse aplicativo permite visualizar o conteúdo dos arquivos e aproveitar recursos como destacar a sintaxe dos arquivos de código-fonte de certas linguagens de programação e a capacidade de trabalhar no modo ASCII e no modo hexadecimal. Os usuários podem substituir o mcedit pelo editor de sua escolha.

Agora, após seis meses de desenvolvimento, foi anunciado o lançamento da nova versão desse gerenciador de arquivos, o Midnight Commander 4.8.24, que adiciona algumas correções de bugs e alguns novos recursos.

Novidades do Midnight Commander 4.8.24

Nesta nova versão, uma caixa de diálogo foi adicionada com uma lista de arquivos visualizados ou editados recentemente no visualizador ou editor interno (chamado através da combinação Alt-Shift-e).

No mceditor, mcviewer e mcdiffviewer (que são iniciados separadamente), foi implementado um shell de comando “subshell” totalmente funcional que pode ser chamado através do Ctrl-o.

Também é mencionado no anúncio da nova versão que é possível criar conjuntos binários repetíveis implementados usando a opção –disable-configure-args no script de configuração.

Também foram adicionadas regras para destacar os nomes dos arquivos das partes das extensões (arquivos parcialmente baixados), apk (pacotes para Android), deb e ts (sequências MPEG-TS).

O editor embutido expandiu as regras de destaque de sintaxe para YAML, especificação de RPM e Debian sources.list.

Das outras alterações, destacam-se os seguinte itens:

  • Foi adicionado o destaque de sintaxe para os arquivos yabasic (Yet Another BASIC) e “.desktop”;
  • O tema da cor escura julia256 foi adicionado;
  • O Sftpfs adicionou suporte para autenticação interativa usando o teclado;
  • O módulo Extfs.d/uc1541 foi atualizado para a versão 3.3 com suporte para Python 3;
  • A implementação da biblioteca gettext interna foi removida;
  • Suporte aprimorado para codificação do Windows1251 no Solaris;
  • Problemas de compilação resolvidos no AIX 7.2 e no macOS 10.9;

Para saber mais sobre essa versão do Midnight Commander, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o Midnight Commander 4.8.24

Até o momento da redação desse artigo, a nova versão não foi atualizada nos repositórios das principais distribuições Linux.

Portanto, instalar a nova versão só é possível compilando o código fonte, o que pode ser obtido nesse endereço.

Para quem gosta de esperar, eles podem instalar a nova versão assim que disponível, digitando os comandos abaixo, dependendo da distribuição do Linux que estiverem usando.

Antes de instalar, usuários do Ubuntu e derivados devem ativar o repositório universe com esse comando:

sudo add-apt-repository universe

Depois, usuários do Debian, Ubuntu ou qualquer um de seus derivados, podem instalar o programa com esse comando:

sudo apt install mc

No caso dos usuários do Arch Linux ou algum derivado dele:

sudo pacman -S mc

No caso do Fedora, RHEL, CentOS ou derivados:

sudo dnf install mc

Finalmente, para o OpenSUSE:

sudo zypper em mc

O que está sendo falado no blog

Categorias Arch, bodhi, CentOS, Debian, Deepin, Elementary, Fedora, Gentoo, Kali, Kylin, Linux, Linux Mint, Mageia, Mandriva, Manjaro, Notícias, Open Source, OpenMandriva, openSUSE, pclinuxos, Pop!_OS, RedHat, Sabayon, Scientific, Software livre, Solus, SUSE, Tecnologia, Trisquel, Tutorial, Ubuntu, Zorin Tags , , , ,

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.