Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

OpenBGPD 6.7p0 lançado com suporte inicial à saída JSON e mais

E foi lançado o OpenBGPD 6.7p0 com suporte inicial à saída JSON e outros recursos. Confira as novidades dessa importante atualização.

O OpenBGPD é um daemon Unix que implementa, através de software livre, a versão 4 do Border Gateway Protocol (BGP) e, graças a isso, uma máquina pode trocar rotas com outros sistemas usando o BGP.

OpenBGPD 6.7p0 lançado com suporte inicial à saída JSON e mais
OpenBGPD 6.7p0 lançado com suporte inicial à saída JSON e mais

Para garantir a portabilidade, partes do código dos projetos OpenNTPD, OpenSSH e LibreSSL foram usadas. Além do OpenBSD, ele declarou suporte para Linux e FreeBSD.

Esse conjunto foi desenvolvido como uma alternativa a pacotes como o Quagga, um conjunto de roteamento baseado em Linux, licenciado pela GPL e que não atende aos requisitos e padrões de qualidade do projeto.
 
Os objetivos de design do OpenBGPD incluem ser seguro, confiável e leve o suficiente para a maioria dos usuários, tanto em tamanho quanto em uso de memória.

A linguagem de configuração deve ser poderosa e fácil de usar. Você também deve poder gerenciar rapidamente centenas de milhares de entradas de tabela de maneira eficiente em memória.
 
O desenvolvimento do OpenBGPD é suportado pelo Internet Registrar RIPE NCC regional, que está interessado em tornar a funcionalidade do OpenBGPD adequada para uso em servidores para roteamento de pontos de troca de tráfego entre operadores (IXP) e na criação de uma alternativa Complete o pacote BIRD (de outras alternativas abertas com a implementação do protocolo BGP, mencione os projetos FRRouting, GoBGP, ExaBGP e Bio-Routing).

Ao desenvolver o OpenBGPD, o objetivo é garantir o mais alto nível de segurança e confiabilidade.

Para proteção, é usada uma verificação rigorosa da exatidão de todos os parâmetros, meios para monitorar a conformidade com os limites do buffer, separação de privilégios e restrição de acesso às chamadas do sistema.

As vantagens também incluem sintaxe da linguagem de configuração conveniente, alto desempenho e eficiência de memória (por exemplo, o OpenBGPD pode trabalhar com tabelas de roteamento que incluem centenas de milhares de entradas).

O projeto é compatível com a maioria das especificações do BGP 4 e atende aos requisitos da RFC8212, mas não tenta aceitar a vastidão e principalmente fornece suporte para as funções mais populares e comuns.

Agora, os desenvolvedores do OpenBSD anunciaram há vários dias o lançamento de uma nova versão portátil do pacote de roteamento OpenBGPD 6.7, caracterizada por poder ser usada em sistemas operacionais diferentes do OpenBSD e que permite o uso de um computador de uso geral como roteador.

Novidades do OpenBGPD 6.7p0

Nesta nova versão, o suporte inicial à saída JSON é fornecido ao utilitário bgpctl, além do bgpctl, o comando ‘show neighbour’ expande a exibição dos contadores de prefixos recebidos e definidos, bem como o valor limite “max-prefix out”.

Outra mudança é que a agregação correta de tabelas ROA (Autorização de Origem de Rota) com pares de prefixo/fonte é fornecida como em um elemento com o valor mais longo “maxlen”, enquanto que em bgpd.conf, os endereços IPv4 e IPv6 podem ser configurados simultaneamente na diretiva de endereço local em blocos de “grupo”.

Das outras mudanças, destacam-se os seguintes:

  • A propriedade “max-prefix {NUM} out” foi adicionada ao bgpd.conf para limitar o número de prefixos anunciados para evitar o vazamento de tabelas inteiras;
  • As notificações incluem informações sobre a causa de erros aninhados. O comando “bgpctl show neighbour” fornece uma saída da causa do último erro recebido;
  • Para a operação correta de “recarga inteligente”, os prefixos obsoletos são marcados na tabela Adj-RIB-Out, que armazena informações sobre as rotas escolhidas pelo roteador BGP local para anunciar as melhores rotas para os pares;
  • Adicionada a capacidade de criar o OpenBGPD usando o pacote bison parser sem a presença de byacc;
  • Adicionada opção “–runstatedir”, através da qual você pode determinar o caminho para o bgpctl.sock;
  • O script de instalação foi limpo para melhorar a portabilidade.

Finalmente, para aqueles que estão interessados ​​nesta versão, eles devem saber que ela já foi testada no Debian 9, Ubuntu 14.04+ e FreeBSD 12.

Para saber mais sobre essa versão do yy, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o OpenBGPD 6.7p0

Para instalar a versão mais recente do OpenBGPD nas principais distribuições Linux, use esse tutorial:
yyy

O que está sendo falado no blog

Artigos relacionados

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.