Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Aplicativos de malware da Google Play Store estão diminuindo

A empresa de segurança RiskIQ afirmou em uma análise que os aplicativos de malware da Google Play Store estão diminuindo. Confira os detalhes desse assunto.

Há muito tempo instalar um aplicativo em smartphones e tablets deixou de ser uma tarefa segura. Contudo, isso parece que está muando.

Aplicativos de malware da Google Play Store estão diminuindo
Aplicativos de malware da Google Play Store estão diminuindo

Enquanto os aplicativos de malware ainda chegam às lojas oficiais, a maioria das infecções continua a depender de outros métodos de distribuição, incluindo instaladores independentes e lojas de terceiros.

Aplicativos de malware da Google Play Store estão diminuindo

Esta é a conclusão de uma análise realizada pelo RiskIQ, que explica que em 2019 o mundo móvel ficou realmente mais seguro.

A RiskIQ é uma empresa líder em gerenciamento de ameaças digitais, fornecendo a descoberta, inteligência e atenuação mais abrangentes de ameaças associadas à presença digital de uma organização.

A pesquisa da RiskIQ diz que:

“Apesar de ver e catalogar muito mais aplicativos em 2019, o RiskIQ colocou na lista negra 25.796 aplicativos, mais de 76% a menos que em 2018.”

Mas, de acordo com a análise, o download de aplicativos da App Store da Apple e da Google Play continua a ser a opção recomendada, pois ambos estão ficando mais seguros e os cibercriminosos recorrem a outros métodos para infectar dispositivos móveis.

O número de malware na Play Store também diminuiu em 2019, com os aplicativos na lista negra diminuindo em mais de 76%.

RiskIQ explica que:

“A Apple trata sua App Store como Fort Knox e raramente hospeda aplicativos perigosos. Enquanto isso, os controles de segurança do Google estão melhorando, apesar de permitir que aplicativos problemáticos entrem na Play Store a uma taxa que considera aceitável – o número de aplicativos na lista negra da Play Store caiu impressionantes 76,4% em 2019.”

Você precisa ficar longe de várias lojas de aplicativos, e o 9Game é listado como aquele com as maiores chances de fornecer malware. Feral apps, VmallApps, Xiaomi e Zhushou também são listados pelo RiskIQ como as “lojas das quais você provavelmente baixaria um aplicativo malicioso”.

Os usuários sempre devem verificar os requisitos de permissão para os aplicativos que instalam, pois geralmente são um indicador de que incluem malware, explicam os pesquisadores, juntamente com um nome suspeito de desenvolvedor, análises de usuários e o número de downloads.

“Se você acha que instalou um aplicativo que gera links com links ou tenta forçar downloads – ou se parece com um sósia ou desaparece após a instalação ou um uso – ter backups regulares regulares permite limpar o telefone e restaurá-lo para um estado seguro ”, conclui a pesquisa.

O que está sendo falado no blog

Categorias Android, iOS, Linux, Open Source, Software livre Tags , , ,
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.