Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Godot 3.4 lançado com vários novos recursos e correções

E foi lançado o Godot 3.4 com vários novos recursos e correções . Confira os detalhes dessa atualização e veja como instalar no Linux.

O Godot Engine é um mecanismo de jogo multiplataforma repleto de recursos para criar jogos 2D e 3D a partir de uma interface unificada. Ele é um motor de jogo de código aberto (coberto pela licença MIT) desenvolvido pela comunidade do Godot Engine.

Ele foi desenvolvido inicialmente pela OKAM no começo de 2001. Em fevereiro de 2014 o código fonte dele foi publicado no GitHub sob a licença MIT, e em dezembro de 2014, foi disponibilizada a versão 1.0.

Godot fornece um conjunto abrangente de ferramentas comuns, para que os usuários possam se concentrar em criar jogos sem precisar reinventar a roda.

Os jogos produzidos nele podem ser exportados em um clique para várias plataformas, incluindo as principais plataformas de desktop (Linux, Mac OSX, Windows), além de plataformas móveis (Android, iOS) e baseadas na Web (HTML5).

Agora, Godot 3.4 foi publicado como estável para continuar com o desenvolvimento e consolidação deste motor gráfico de código aberto voltado para games.

Lançamento do Godot 3.4

Godot 3.4 lançado com vários novos recursos e correções
Godot 3.4 lançado com vários novos recursos e correções

Além das novidades e melhorias que traz, podemos destacar também o surgimento do próprio projeto, que aos poucos vai marcando presença no cenário mainstream após ter passado despercebido nos primeiros anos de vida.

Para começar, e no que diz respeito ao kernel, Godot 3.4 trouxe verificações de validade de objetos para versões de lançamento.

Outra novidade interessante é que a API File agora é capaz de manipular arquivos com mais de 2GiB, algo que foi introduzido com a intenção de quebrar as limitações ao lidar com grandes projetos e que foi conseguido graças ao fato de que tudo foi refatorado para use inteiros não assinados de 64 bits, então Godot, a partir do lançamento, é capaz de carregar arquivos de até 8,4 TiB.

O suporte de entrada de teclado foi aprimorado para lidar de forma mais eficaz com diferentes layouts de teclado além do Anglo-QWERTY, por exemplo, fazendo com que o mapeamento de teclas de movimento mudasse automaticamente de WASD para ZQSD em teclados AZERTY, usados ​​na França e em outras áreas de língua francesa.

Para finalizar o kernel, os métodos de criptografia e descriptografia AES-ECB e AES-CBC foram portados de volta para adicionar recursos criptográficos, de modo que “Godot agora pode salvar e carregar chaves públicas, assinar e verificar um hash com uma chave RSA. E criptografar e descriptografar as chaves RSA”.

No nível de renderização, em Godot 3.4 encontramos a remoção seletiva da oclusão, um recurso que também fornece uma solução para limitar a inteligência artificial e o processamento com base na proximidade do observador.

Por outro lado, oclusores geométricos simples estão sendo introduzidos nas cenas, a começar pelos esféricos que já estão disponíveis no lançamento que nos interessa neste post.

Para finalizar a renderização, o novo mapa de tons ACES Fitted oferece um acabamento gráfico mais realista graças ao melhor manuseio do contraste de objetos brilhantes e um emissor de anel de partículas 3D com raio e altura configuráveis ​​foi incluído.


Em termos de plataformas, Godot 3.4 tem suporte inicial implementado para a nova API de armazenamento externo Android, o que significa que o motor passa a ter como alvo a API nível 30 do sistema operacional móvel do Google para atender a um requisito do Google Play.

Isso além da substituição de arquivos de expansão APK (OBB) por binários Android App Bundle (AAB) e processamento mais ágil de gestos de entrada para manter o jogo em execução mesmo se a taxa de quadros não for ajustada. Mantém constante a 60 fps.

Projetos web em HTML5 foram melhorados graças à introdução de suporte para serem instalados como aplicações web progressivas, a presença de um novo objeto JavaScript (JavaScriptObject) para oferecer uma interface entre Godot e JavaScript e a possibilidade de usar AudioWorklet para fazer uso de um processo único para se adaptar a um maior número de navegadores da web.

A física é uma coisa importante em um motor de videogame, então obviamente esta é outra área que Godot tenta melhorar a cada lançamento. Na versão 3.4, temos melhorias para ambientes 2D e 3D, geração de camadas convexas mais rápida e confiável e uma grade de camada de colisão aprimorada.

Saindo da física, outro ponto a se levar em consideração é o uso do WebP por padrão para compressão de textura sem perdas ao invés de PNG.

Fechamos nosso resumo das melhorias e novidades do Godot 3.4 com o editor, que incluiu um renovado editor de temas da interface do usuário, melhorias nas traduções principalmente para espanhol e chinês simplificado, bem como outras melhorias na usabilidade que cobrem várias seções, como o inspetor e o gadget de manipulação do editor 3D.

Para saber mais sobre essa versão do Godot, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar

Para instalar a versão mais recente do Godot nas principais distribuições Linux, use esse tutorial:
Como instalar o game engine Godot no Linux via AppImage
Como instalar o game engine Godot no Linux via Flatpak

Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.