Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

IBM aumentou os registros de patentes no Brasil mesmo com dificuldades

A IBM aumentou os registros de patentes no Brasil mesmo com dificuldades, e conheça um pouco das estatísticas de registro do nosso país.

Uma patente é uma concessão pública, que é conferida pelo estado, e que garante ao seu titular a exclusividade ao explorar comercialmente a sua criação.

Normalmente,patentes são estimuladas pelos países para que estes se destaquem no cenário mundial e se tornem mais ricos com as suas ideias e invenções.

Entretanto, no Brasil tem acontecido um fenômeno diferenciado, uma empresa estrangeira tem investido muito em patentes em nosso país. Qual a empresa? A IBM!

IBM aumenta registros de patentes no Brasil mesmo com dificuldades
IBM aumenta registros de patentes no Brasil mesmo com dificuldades

IBM aumentou os registros de patentes no Brasil mesmo com dificuldades

A IBM registrou um aumento de 114% em seus registros de patentes no Brasil, com 94 novas invenções catalogadas em 2019, apesar das dificuldades locais em torno da análise e concessão de patentes no país.

Em 2018, a empresa registrou 56 patentes em 2018 e, em 2017, 44 invenções foram registradas pela equipe de pesquisa brasileira da empresa.

As patentes incluem invenções em áreas como previsão do tempo. Na América Latina, cerca de 132 patentes foram registradas no total no ano passado, segundo a empresa.

A complexidade do registro de patentes é frequentemente citada como um dos principais obstáculos à inovação no Brasil.

De acordo com a edição de 2019 do Global Innovation Index by the World Intellectual Property Organization (WIPO, ou Índice Global de Inovação da Organização Mundial da Propriedade Intelectual), em parceria com a escola de negócios Insead e a Universidade de Cornell, o Brasil ocupa o 66º lugar na lista de 129 países, atrás de todos os países do BRIC e em duas posições abaixo de 2018 .

O Brasil registrou um declínio consistente no ranking do GII, pairando nas posições 60 e 70 na última década. Uma das razões para essa situação, segundo Insead, é o número insuficiente de invenções patenteadas.

Segundo o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), existe um gargalo de cerca de 150.000 pedidos de patentes.

A meta do INPI, no entanto, é reduzir esse valor em 80% até 2021 e o instituto introduziu ações como um piloto para acelerar o processo de concessão de patentes como forma de promover a inovação no país.

Globalmente, o número de patentes válidas cresceu 6,7%, atingindo 14 milhões em 2018, de acordo com os números do WIPO.

Os Estados Unidos são considerados o gigante mundial da propriedade intelectual, com 3,1 milhões de patentes em vigor, seguidos pela China com 2,4 milhões e pelo Japão com 2,1 milhões.

Fonte: ZDNet

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.