Do not speak Portuguese? Translate this site with Google or Bing Translator

Wine 5.5 lançado com melhora no suporte ao UCRTBase C e corrige mais de 30 erros

O projeto Wine anunciou o lançamento do Wine 5.5 que traz melhora no suporte ao UCRTBase C, melhorias e correções. Confira as novidades e veja como instalar ou atualizar.

O Wine (Wine Is Not an Emulator, ou Wine não é um emulador) é um software livre e de código aberto, que tem como objetivo permitir que os aplicativos desenvolvidos para Microsoft Windows possam ser executados no Linux, Mac, FreeBSD e Solaris.

Wine 5.5 lançado com melhora no suporte ao UCRTBase C e corrige mais de 30 erros
Wine 5.5 lançado com melhora no suporte ao UCRTBase C e corrige mais de 30 erros

Sendo um pouco mais técnico, o Wine é uma camada de compatibilidade que traduz as chamadas do sistema Windows para o Linux e usa algumas bibliotecas do Windows, na forma de arquivos .dll.

Por conta disso, esse programa é muito importante para ex-usuários do sistema operacional Windows ou para qualquer pessoa que ainda precisa usar os aplicativos desse sistema no Linux.

Já sabemos que vem da sigla “Wine Is Not an Emulator”, mas atende perfeitamente à definição e podemos nos referir a ela como tal.

Seja um emulador ou não, já temos uma nova versão do software disponível que nos permite executar o software Windows no Linux, mais especificamente um Wine 5.5 que chegou com poucas novidades realmente impressionantes.

Por outro lado, essa atualização também corrige muitos bugs que foram detectados em versões anteriores, como o lançado há duas semanas.

Novidades do Wine 5.5

O Wine 5.5 introduziu 32 correções de bugs, mas também quatro novas funções, como as novas bibliotecas internas que usam o novo tempo de execução do UCRTBase C ou agora suportam mais atributos nos WebServices.

Desenvolvendo o trabalho recente na nova biblioteca UCRT e na transição de bibliotecas internas do Wine 5.4 para o novo run-time UCRT Base C, o Wine 5.5 muda as bibliotecas internas para também usar esse novo tempo de execução C.

O run-time Universal CRT (UCRT) C faz parte da Microsoft C++ Standard Library e é um componente enviado como parte do Windows 10 ou Visual C++ em versões mais antigas.

Além das bibliotecas integradas do Wine que usam seu novo tempo de execução UCRT Base C, o Wine 5.5 agora também usa o modo de compatibilidade ao relatar a versão do Windows, melhor suporte para informações de depuração nas correções do PE, suporte para mapeamentos de casos linguísticos e mais atributos suportados nos WebServices .

Entre os erros corrigidos pelo Wine 5.5, há muitos para corrigir erros específicos de software, como o que impedia a execução do Benchmark DX10 de “Call of Juarez”, o fechamento inesperado de “Death to Spies: Moment of Truth” na inicialização ou a falha de execução do instalador do Adobe Flash Player.

Resumindo, esses são os destaques do Wine 5.5:

  • As bibliotecas internas usam o novo tempo de execução UCRTBase C.
  • Modo de compatibilidade usado ao relatar a versão do Windows.
  • Melhor suporte para informações de depuração em arquivos PE.
  • Suporte para mapeamento linguístico de casos.
  • Mais atributos suportados por WebServices.
  • Várias correções de erros.

A próxima versão já será um Wine 5.6 que chegará em aproximadamente duas semanas.

Para saber mais sobre essa versão do Wine, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o Wine 5.5

Para instalar a versão de desenvolvimento do Wine (instável), use esse tutorial:
Experimente os novos recursos do Wine mais rápido com Wine Staging no Ubuntu, Debian, Mint e Fedora

Para instalar o Wine estável, use esse tutorial:
Como instalar a versão mais recente do Wine

Para instalar a versão mais recente do Wine nas principais distribuições Linux, use esse tutorial:
Como instalar a versão mais recente do Wine no Linux
Como instalar a versão mais recente do Wine no Ubuntu, Debian e derivados
Veja como instalar o Wine no Ubuntu 18.04 LTS ou superior e derivados

O que está sendo falado no blog

Artigos relacionados

Compartilhe:
Sobre o Edivaldo Brito

Edivaldo Brito é analista de sistemas, gestor de TI, blogueiro e também um grande fã de sistemas operacionais, banco de dados, software livre, redes, programação, dispositivos móveis e tudo mais que envolve tecnologia.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.